Cometa Leonard: como e quando será possível ver passagem próxima à Terra

·3 min de leitura
Cometa Leonard
O cometa Leonard na semana passada, quando uma equipe da Nasa capturou esta foto

Em breve, o cometa Leonard fará uma saudação única à Terra.

O astro, batizado por alguns meios como "cometa de Natal", foi descoberto em janeiro deste ano, quando estava entre Marte e Júpiter, e cientistas da Nasa já traçaram a órbita que ele está seguindo em direção ao Sol.

A boa notícia é que Leonard pode ser visto a olho nu em países da América Latina. Claro, as condições meteorológicas precisam ser as ideais para podermos apreciar Leonard antes do nascer do sol.

Será em meados de dezembro, entre os dias 12 e 14, quando poderá ser melhor avistado, pois estará no seu ponto mais próximo da Terra.

Os cientistas, no entanto, não podem determinar uma data exata de quando ele atingirá o pico porque a poeira e o gás que ele emana são imprevisíveis.

"Embora os cometas sejam notoriamente difíceis de prever, o cometa Leonard se tornará visível a olho nu em dezembro, segundo algumas estimativas", diz a Nasa.

Quando e de onde será visto?

Batizado de C/2021 A1, o cometa descoberto por Gregory J. Leonard (daí seu nome) foi inicialmente visto "como uma mancha tênue" no início de 2021, quando passou pela órbita de Marte.

As observações e análises subsequentes mostraram aos cientistas que se tratava de um cometa com um longo período de órbita, de cerca de 80 mil anos — portanto, seu aparecimento próximo à Terra é um espetáculo excepcional.

Trajetória do cometa Leonard
Ferramenta da Nasa mostra Leonard (branco) em seu ponto mais próximo da Terra (azul) em 12 de dezembro

Em 12 de dezembro, Leonard estará em seu ponto mais próximo da trajetória da Terra, a quase 35 milhões de quilômetros de distância.

Por volta dessa data, antes do amanhecer, Leonard será visto a olho nu em quase qualquer lugar do mundo.

No caso da América, o hemisfério norte terá uma perspectiva melhor de sua passagem mais próxima do planeta. Em países da América do Norte e Central, assim como no Caribe, ela pode ser vista a leste do horizonte.

Na segunda quinzena de dezembro, ele inverterá sua posição de norte para sul, explica a Nasa, e assim pessoas no Brasil e em outros países da América do Sul poderão vê-lo perto da linha oeste do horizonte.

Onde houver céu claro será possível ver a cauda do cometa a olho nu. Mas binóculos podem tornar mais fácil localizá-lo e rastreá-lo.

A Nasa capturou uma imagem de Leonard há pouco mais de uma semana, quando ele já exibia uma nuvem de poeira e gás verde e a "cauda" de poeira característica que esses objetos espaciais têm.

"A imagem apresentada era composta por 62 fotos tiradas por um telescópio de tamanho moderado: um conjunto de exposições rastreia o cometa, enquanto outro grupo rastreia as estrelas de fundo", explica a Nasa.

Depois de atingir seu periélio, o ponto mais próximo do Sol em sua órbita, Leonard retornará às profundezas do espaço em uma jornada de milhares de anos.

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos