Comissários brasileiros são presos por tráfico de drogas no aeroporto de Miami

Dois brasileiros foram presos no Aeroporto Internacional de Miami por tráfico de drogas, nesta terça-feira. A dupla de comissários de bordo da Delta Air Lines foi detida com cetamina líquida, GBL (conhecida como a droga do estupro) e metanfetamina, segundo a polícia local.

Trisal de Londrina anuncia gravidez do segundo filho: 'planejamos este momento e estamos muito felizes'

‘Alta crueldade’: inquérito sobre tráfico de armas revela à polícia esquema de tortura de animais silvestres no RS

Marcelo Chaves, de 44 anos, e Ronald Maldonado, de 35, estavam de folga quando presos. Eles são moradores de Nova York mas acabavam de desembarcar em um voo proveniente do Brasil.

De acordo com a rede de televisão "NBC", um oficial da Patrulha de Fronteira e Alfândega dos EUA realizou uma verificação aleatória dos dois depois que eles chegaram em um voo da American Airlines.

Durante a checagem, o policial encontrou os frascos de drogas nas bagagens dos brasileiros. Em depoimento, Chaves justificou que ele e Maldonado são usuários de drogas, mas não explicou a quantidade de entorpecentes embaladas que estavam no meio de seus pertences.

'Comia tripas e lesma': brasileiros vítimas de tráfico humano na Ásia conseguem voltar para casa após 4 meses; entenda o caso

A Delta Air Lines enviou uma nota à mídia americana. A empresa disse que os dois brasileiros estavam de folga e foram suspensos.

"A Delta coopera continuamente com as entidades policiais e os dois comissários de bordo em questão foram suspensos enquanto aguardam o resultado da investigação", diz o texto.