Comissão da Câmara convoca Braga Netto para explicar suposta fala de ameaça às eleições

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara aprovou nesta terça-feira, por 15 votos a 7, a convocação do ministro da Defesa, Braga Netto, para que ele esclareça suposta ameaça à realização das eleições de 2022 caso não seja implantado o voto impresso no país.

De acordo com reportagem do jornal "O Estado de S.Paulo", o ministro da Defesa enviou o recado por meio de um interlocutor que não teve o nome revelado. O ministro negou que tenha feito ameaças.

O general também afirmou que a discussão e a decisão acerca do voto impresso cabem exclusivamente ao Congresso Nacional, onde tramita uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o tema.

O pedido para a convocação de Braga Netto é de autoria do deputado Rogério Correia (PT-MG), O ministro deve comparecer ao colegiado no dia 17 de agosto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos