Comissão decide que 92 prefeitos e vices paulistas não poderão votar nas prévias do PSDB

·2 min de leitura

SÃO PAULO — A Comissão das Prévias presidenciais do PSDB recomendou nesta terça-feira a exclusão de 92 prefeitos e vices paulistas da lista de eleitores da disputa que vai escolher um candidato do partido à presidência da República em 2022. As datas de filiações desses políticos estão sob suspeitas de irregularidades.

Aliados e apoiadores da candidatura do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, acusam o PSDB paulista de supostamente fraudar as datas de filiações desses prefeitos para favorecer a candidatura de João Doria. O ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também participa das primárias, mas tem feito uma campanha discreta.

De acordo com a Comissão, os prefeitos devem ser excluídos da votação tanto do aplicativo de votação das primárias, quanto das urnas eletrônicas do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), já que haverá a possibilidade de votar no candidato presencialmente num evento presencial em Brasília em 21 de novembro.

Veja tamém: Ministros temem revés que afete Auxílio Brasil e pressionam Lira a retomar votação remota na Câmara

O relatório do grupo que organiza as prévias, porém, abre a possibilidade para que prefeitos e vices que se sentirem prejudicados possam contestar a decisão. Nesse caso, os representantes teriam que solicitar à Executiva Nacional à participação nas prévias, mas seria necessário apresentar "provas contundentes".

"Registre-se que tal pedido deve ser acompanhado de provas contundentes, não sendo aceito, conforme já dito, a mera apresentação de ficha partidária, certidão do filiado com lançamento retroativo e outras provas de caráter unilateral", diz o relatório.

O governador Eduardo Leite comemerou a decisão em nota:

"Louvo a comissão provisória das prévias que agiu para manter o jogo eleitoral dentro das regras acordadas. E espero que, daqui pra frente, a disputa democrática pelo voto dos tucanos também mantenha o PSDB unido e forte", afirmou Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul e candidato nas prévias do PSDB, sobre a decisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos