Comitê Lula Livre lançou um abaixo-assinado pela libertação do ex-presidente

MÔNICA BERGAMO
**ARQUIVO** CURITIBA, PR, 26.04.2019: O ex-presidente Lula (PT) concede entrevista exclusiva à Folha e ao jornal El País, em Curitiba. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O comitê Lula Livre lançou um abaixo-assinado pela libertação do ex-presidente. A meta é arrecadar 10 milhões de assinaturas.

O manifesto foi endereçado ao ministro do Supremo Tribunal Federal e pede a anulação dos julgamentos das ações penais contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O texto cita ainda as "novas provas apresentadas nas matérias do portal The Intercepto Brasil" e afirma que os diálogos do ex-juiz Sergio Moro com o procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato mostram que Moro "portou-se como chefe informal das investigações e do Ministério Público".

Até o momento, mais de 2 mil pessoas assinaram.