Como é a Casa dos Vettii, a 'Capela Sistina' de Pompeia reaberta após 20 anos

Interior da Casa dos Vettii com afrescos na parede
A antiga casa, com seus famosos afrescos de 12 cenas mitológicas, foi restaurada

A Casa dos Vettii, conhecida como a Capela Sistina de Pompeia, foi reaberta ao público na terça-feira (10/01) após 20 anos fechada para uma extensa obra de restauração.

Construída no século 2 a.C., a residência foi soterrada na erupção do Monte Vesúvio em 79 d.C.

E recebeu esse nome em homenagem a seus proprietários, os irmãos Vettii, dois ex-escravizados.

Aulus Vettius Conviva e Aulus Vettius Restitutus enriqueceram vendendo vinho depois de serem libertados.

A casa é decorada com afrescos que representam cenas mitológicas e esculturas fálicas.

Em uma das obras, Príapo, o deus grego da fertilidade e abundância, é retratado pesando seu próprio falo numa balança contra um saco de dinheiro.

Trabalhos de escavação, realizados entre o final de 1894 e o início de 1896, revelaram que a antiga casa romana, construída sobre as ruínas de uma casa anterior, havia sobrevivido à erupção do Monte Vesúvio.

Pintura na parede mostra o deus Príapo pesando seu próprio falo contra um saco de dinheiro
Nesta pintura, o deus Príapo aparece pesando seu próprio falo contra um saco de dinheiro

"Os proprietários, homens livres e ex-escravizados, são a expressão de uma mobilidade social que seria impensável dois séculos antes", explica Gabriel Zuchtriegel, diretor do Parque Arqueológico de Pompeia.

Ele contou que os irmãos enriqueceram comercializando produtos agrícolas dos arredores de Pompeia — e acrescentou que a prostituição também era praticada na casa.

Os móveis ornamentados dentro da residência, assim como esculturas gregas e romanas em bronze e mármore, oferecem um vislumbre do estilo de vida da elite da época.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/geral-64247830