Como é feita a distribuição das cadeiras na Câmara Federal?

Além do seu voto, os candidatos a deputado federal dependem dos quocientes eleitoral e partidário para conquistarem uma cadeira na Câmara.

O quociente eleitoral é resultado da soma dos votos válidos dividido pelo número de cadeiras em disputa para cada Estado. Se um Estado tem direito a 10 vagas e na eleição foram contabilizados 100 mil votos válidos para o cargo, o quociente eleitoral é de 10 mil votos. É aí onde entra o quociente partidário, que é o número de votos obtidos pelo partido, dividido pelo quociente eleitoral.

Se um partido recebeu entre 20 e 29 mil votos, o valor é dividido por 10 mil, o que resultaria em 2 cadeiras na Câmara dos Deputados. Se depois dessa distribuição ainda houver vagas, os candidatos disputam as chamadas “sobras”. Para concorrer, o partido precisa ter atingido 80% do quociente eleitoral.