Como é Graceland, a mansão onde filha de Elvis Presley será enterrada e segunda casa mais visitada dos EUA

A mansão Graceland vista de fora, em Memphis, nos Estados Unidos, que foi residência de Elvis Presley
A mansão Graceland vista de fora, em Memphis, nos Estados Unidos, que foi residência de Elvis Presley

Lisa Marie Presley, filha de Elvis, será enterrada perto do pai dela na propriedade da família, a famosa Graceland, segundo informações de um porta-voz.

A cantora de 54 anos morreu após sofrer uma parada cardíaca em sua casa na quinta-feira (12/1). Ela era a única filha do "Rei do Rock 'n' Roll", Elvis Presley.

Graceland foi a residência de Elvis Presley em Memphis, Tennessee (EUA), desde os 22 anos de idade e o local onde ele morreu naquele famoso dia 16 de agosto de 1977.

É também onde ele está enterrado, depois que alguém tentou profanar o mausoléu da família no cemitério de Forest Hills e foi feita a transferência.

Elvis Presley, jovem, magro e vestido de branco, em frente à sua casa, que lhe custou 100 mil dólares em 1957
Elvis Presley na frente de sua casa, que custou US$ 100.000 em 1957

A mansão tornou-se um local de peregrinação inevitável para os fãs. E, também, um negócio lucrativo: é a segunda casa mais visitada dos Estados Unidos, atrás apenas da Casa Branca, residência do presidente.

Todos os anos, cerca de 600 mil pessoas visitam essa meca do rock. Graceland é um verdadeiro reflexo de Elvis Presley: enorme, excêntrica, e fascinante.

Uma casa com um portão musical

Originalmente, a área de Graceland era a extensa propriedade de uma rica família de Memphis. Em 1939, o herdeiro H.E. Toof construiu a mansão em estilo colonial e deu a ela o nome de sua filha, Grace.

Em 1957, Elvis Presley, com apenas 22 anos, comprou a casa para ser a residência dos pais dele. Ele tinha apenas 22 anos, mas já tinha poder financeiro suficiente para pagar os 100 mil dólares que ela custou. Hoje, seu valor é de 100 milhões de dólares (cerca de R$ 510 milhões).

Foto em preto e branco do portão, curvado e com duas figuras de ambos os lados semelhantes ao rei do rock, com um violão, calça flare e peruca e várias notas musicais grandes ao redor
O portão marcante que Elvis projetou para manter os fãs afastados da casa

Enquanto Elvis filmava "Jailhouse Rock", seu terceiro filme, as obras da casa avançavam para a reforma de um total de 23 cômodos, sendo oito quartos.

Para se isolar e manter a privacidade, ele colocou um portão que ele mesmo projetou. Mas, longe de despistar os fãs, o portão serviu de referência e hoje é um ícone.

A "Sala da Selva"

Após a morte de Elvis, em junho de 1982, Graceland abriu suas portas ao público, com o objetivo de dar-lhe benefícios financeiros.

A decoração que os fãs encontraram não era a mesma vista pelo rei do rock em seus últimos dias. Priscilla Presley a redecorou no mesmo estilo de quando ela morava lá, antes do divórcio.

A sala de estar de Graceland, decorada com cortinas douradas e penas de pavão, estilo que sua namorada Lisa Thompson gostava
A sala de estar de Graceland, decorada com cortinas douradas e penas de pavão, estilo que sua namorada Lisa Thompson gostava

A essência do lugar já foi descrita como ornamentada e kitsch, repleta de tons vermelhos, enfeites dourados, tapetes, espelhos, lustres ou penas reais de pavão, que era o estilo que agradava Lisa Thompson, namorada de Elvis depois de Priscilla.

De todos os cantos, um que permanece intacto é a cozinha, com todos os móveis de madeira e luminárias Tiffany's.

Outra das salas é a sala de televisão... Ou melhor, televisões, porque Elvis gostava de ter 3 telas ao mesmo tempo. A sala, com uma estética bem futurista, é repleta de espelhos (até no teto) e um enorme sofá.

O fato de existirem quartos "temáticos" era algo do gosto de Elvis e assim se mantém até aos dias de hoje.

Mas, sem dúvida, a sala mais famosa, marcante e, diga-se de passagem, a preferida do cantor, é a chamada "Jungle Room" (sala da selva).

As paredes são feitas de pedra natural, tem uma cascata embutida, carpete verde e é decorada com muitas plantas.

Esta sala se tornou o estúdio de gravação do cantor, onde ele gravou boa parte de Moody Blues, seu último álbum.

Foto da Jungle Room, a sala marcante que era a preferida de Elvis e onde colocou aquele que foi o seu último estúdio de gravação
Foto da Jungle Room, a sala marcante que era a preferida de Elvis e onde colocou aquele que foi o seu último estúdio de gravação

O tour pela mansão, porém, tem uma área fechada: a parte de cima da casa. Ali ficavam o quarto, o banheiro e o escritório de Elvis. Mas, também, o quarto de sua única filha, Lisa Marie. E, de vez em quando, ela ia para Graceland e ficava nesta parte.

Um hall da fama e uma coleção de carros

Em ampliações posteriores, na década de 1970, foi feito um prédio com quadra para raquetebol, algo semelhante ao squash. Foi ali que Elvis colocou todos os discos de ouro. Antes, ele costumava deixá-los na sala de TV.

Uma pessoa olha para uma parede cheia de recordações de Elvis, como discos, discos de ouro e ternos
O "Hall da Fama" de Elvis foi feito primeiro na sala de TV e agora está em outro prédio dentro do complexo Graceland

Quando o local foi aberto ao público, eles foram levados para um salão de exposições, o Elvis Presley's Memphis, que fica dentro de Graceland. Lá você pode ver, além dos discos de ouro, os 3 Grammys que ele ganhou.

Lisa Marie Presley e o filho dela Benjamin Keough
Lisa Marie Presley e o filho dela, Benjamin Keough, agora repousarão juntos no Meditation Garden de Graceland

Além de colecionar prêmios por seu talento, Elvis Presley colecionava carros, principalmente Cadillacs. Hoje, quem visita Graceland pode ver até 30 carros. Entre eles, o famoso Stutz Blackhawk preto, o último que o astro dirigiu.

A tumba do rei... e da filha dele

Após a tentativa de profanação do túmulo de Elvis, o pai dele decidiu transferir os restos mortais para um local seguro, em Graceland.

Onde colocá-lo? Em um dos lugares preferidos do astro do rock, o Meditation Garden (Jardim da Meditação), ao lado da piscina.

Fãs se aglomeram em torno da pequena cerca que os distancia do túmulo de Elvis, no centro, cercados por seus familiares
No jardim externo, outro dos locais preferidos de Elvis, repousam os seus restos mortais e os dos seus familiares e é um dos locais mais visitados pelos fãs

Lá está enterrado não só ele, mas também seus pais. A área tem uma placa comemorativa em memória do irmão gêmeo de Elvis, que morreu ao nascer.

O último parente de Elvis Presley a ser enterrado ali foi Benjamin Keough, neto dele e filho de Lisa Marie, que cometeu suicídio em agosto de 2020, aos 27 anos.

Agora, ao lado de seu pai e de seu filho, também estará Lisa Marie.

- Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/geral-64286114