Como funciona o Comunidades, nova função do WhatsApp

O WhatsApp lançou globalmente, na semana passada, a ferramenta 'Comunidades', que tem como objetivo organizar vários grupos de bate-papo em estruturas maiores, podendo reunir até mais de mil integrantes no chat, aproximando o app do Telegram. Também permitirá videochamadas em grupo maiores e enquetes.

Twitter: Empresa comprada por Musk perde anunciantes e é alvo de processo em meio a demissões

TikTok: Dancinha pode acabar em demissão por justa causa. Entenda em que casos isso pode acontecer

Para o Brasil, no entanto, a ferramenta só deverá ser lançada em 2023. Quando foi anunciada, em abril passado, a novidade gerou temores com relação ao combate à circulação de fake news durante as campanhas eleitorais.

De acordo com o serviço de mensagens de propriedade da Meta, a ideia é permitir que vários grupos de bate-papo com o mesmo interesse, como escolas, clubes sociais e organizações sem fins lucrativos, se reúnam sob guarda-chuvas maiores, onde os administradores podem enviar alertas para uma comunidade de milhares.

O mesmo poderia ser aplicado a empresas —que costumam contar com grupos temáticos por departamentos — ou um condomínio, onde poderia haver grupos sobre assembleia, uso de áreas comuns, entre outros assuntos. Um usuário participante de uma comunidade não precisa estar em todos os grupos. Cabe a ele a escolha de quais participar.

Cara crachá: De Twitter a TikTok, quem são os donos das redes sociais?

As Comunidades do WhatsApp também são privadas com tecnologia de criptografia ponta a ponta. Uma vez dentro de uma comunidade, o número de integrante é preservado. Apenas o administrador e pessoas que estão no mesmo grupo poderão visualizar os detalhes de cada contato.

O que é o WhatsApp Comunidades

O aplicativo agora permitirá que grupos de bate-papo tenham até 1.024 usuários, muito acima da restrição anterior de 256 participantes ( ainda válida para o Brasil), de acordo com um comunicado da empresa. Isso alinha o Whatsapp a seus principais concorrentes, Telegram e Discord, permitem milhares de membros em chats em grupo.

Outros lançamentos de recursos incluem videochamadas de 32 pessoas, bem como pesquisas no chat, um acessório comum em aplicativos de mídia social, incluindo o Facebook e o Twitter.

Kwai: Criadores de conteúdo da plataforma poderão receber 'mimo' de até R$ 1 mil por dia de seguidores

Algumas das funções da Comunidade

Reações: é possível reagir com emojis em balões de mensagens enviadas por outras pessoas;

Mensagens apagadas pelos administradores: os administradores de uma Comunidade podem apagar mensagens de qualquer participante;

Compartilhamento de arquivos pesados: o WhatsApp permite até 2 GB para usuários enviarem projetos, atividades e outros arquivos;

Chamada de voz com muitos participantes: é possível realizar chamada de voz com até 32 pessoas.

O que o administrador de um grupo pode fazer

enviar mensagens a todos os membros

inserir e remover membros e grupos

criar novos grupos

apagar mensagens ou arquivos de mídia considerados abusivos

Os usuários poderão:

decidir quem pode adicioná-los a uma comunidade (como já acontecem com os grupos)

denunciar abusos

bloquear contatos

sair da comunidade (empresa diz estar trabalhando numa forma de permitir sair de uma comunidade sem que ninguém seja notificado)

Em setembro, o WhatsApp lançou um link de chamadas para reuniões para concorrer com Zoom, Google Meet e Teams.