Como Gabriel do BBB23: veja outras galãs que assumiram suas sexualidades

A representatividade LGBTQIAP+ na mídia é um  fator importante para ajudar a mudar a mentalidade das pessoas. (Foto: Fernanda Calfat/Getty Images)
A representatividade LGBTQIAP+ na mídia é um fator importante para ajudar a mudar a mentalidade das pessoas. (Foto: Fernanda Calfat/Getty Images)

O tabu em relação à sexualidade diversa tem deixado de ser um fardo, pelo menos para alguns galãs da TV brasileira. O Brasil há 13 anos lidera a lista de país que mais matam pessoas transexuais no mundo. A representatividade LGBTQIAP+ na mídia é um fator importante para ajudar a mudar a mentalidade das pessoas - além de mostrar quanto o preconceito é nocivo e cruel para sociedade de forma geral.

O ator Gabriel Santana, que viveu o machista Renato no sucesso "Pantanal", está no elenco atual do BBB 23 e deve levantar essa discussão no programa. Bissexual assumido, o ator não tem problema nenhum falar sobre sua sexualidade. “Gosto de gente, o que vier, eu me interessando, está tudo certo: pode ser expansivo, mais introspectivo, o que bater conexão”, disse em entrevista ao GShow.

Assim como ele, outros famosos falaram abertamente sobre como vivem a sexualidade recentemente, relembre.

Igor Rickli

Em novembro, o ator fez uma postagem em que aparece ao lado da mulher, a cantora Aline Wirley, e falou sobre a sexualidade de ambos. “Celebramos a diversidade como divina. Entendemos o sexo pelo viés da saúde e não do erótico. Nossa bissexualidade só potencializa nossa relação. Curamos um ao outro na nossa dualidade.”, iniciou o artista.

"Trabalhamos para manifestar o sagrado masculino e feminino em harmonia em cada um de nós. Nos reconhecemos como parceiros e não como posse um do outro. Nossa relação é sincera, aberta e respeitosa. Evocamos o amor, e não o romântico. O real, que cuida na dor, que limpa a ferida, que nutre de saúde e que se apaixona pela vida", declarou.

Lucas Leto

Galã em "Pantanal", Lucas Leto nunca falou com a imprensa sobre sua bissexualidade, mas deixou uma mensagem sobre o assunto no Twitter, em 2021. "A bissexualidade do menino preto sendo negada, dói viu", disse.

Em uma foto, o artista apareceu de mãos dadas com o diretor Marcelo Bahia Sacramento durante o Rock in Rio do ano passado, levantando os rumores de um possível romance.

Bruno Fagundes e Igor Fernandez

Bruno Fagundes assumiu o namoro com Igor Fernandez. Os dois, que estão no ar na novela "Cara e Coragem", se conheceram nos bastidores da novela. Durante uma viagem a Minas Gerais, o filho de Antonio Fagundes apareceu abraçado com o novo amor em um momento de carinho. "Bruno afirma que está muito feliz neste momento da vida e da carreira dela e celebra esta nova fase de sua vida particular", disse assessoria do ator ao jornal Extra.

Igor já tinha falado abertamente sobre a sua sexualidade quando estreou na TV em "Bom Sucesso", em 2019. Na época, ele namorava o estudante Gabriel Soares.

Pedro Figueiredo e Erick Rianelli

O repórter da TV Globo, Pedro Figueiredo, protagonizou uma cena representativa ao beijar o marido, o jornalista Erick Rianelli, durante a homenagem do Estado do Rio de Janeiro por sua prestação de serviços relevantes à causa pública fluminense. A cerimônia aconteceu na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro). Ao receber a medalha das mãos do companheiro, eles celebraram com um beijo afetivo.

"No meu discurso, ressaltei que a minha escolha para receber a Tiradentes tem dois simbolismos principais. O primeiro de valorização do jornalismo profissional, tão atacado recentemente por políticos mal-intencionados que tentam descredibilizar a imprensa e fragilizar a democracia. O segundo é o fato da honraria ser entregue a um homem gay e como isso sinaliza o reconhecimento da nossa existência e a possibilidade de toda pessoa LGBTQIA+ ocupar aquele espaço", finalizou.

Os jornalistas se conheceram quando estudavam na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e se casaram em julho deste ano. O romance ganhou maior notoriedade em 2020, após Erick mandar uma mensagem romântica para Pedro durante uma transmissão ao vivo do "Bom Dia Rio".

Ícaro Silva

O ator Ícaro Silva falou sobre a sua sexualidade em uma entrevista em setembro do ano passado. "Entendo que precisamos dar nomes às nossas identidades para que sejam legitimadas, mas eu me vejo totalmente aberto às possibilidades de relacionamento afetivo. Isso porque fui descobrindo que é assim mesmo. Já me identifiquei com várias letras da sigla (LGBTQIAP+) e entendi como transitam na minha cabeça”, disse ao O Globo.

Reynaldo Gianecchini

Em maio do ano passado, Reynaldo Gianecchini falou sobre como se vê sexualmente e surpreendeu o público."Eu ria dos boatos (sobre mim). É engraçado que especulavam sobre mim, e eu era casado, caretinha. Fui muito feliz com a Marília — muito feliz, aliás, sexualmente. Quando nos separamos, pensei: já disseram tanta coisa sobre mim que eu tenho crédito para experimentar tudo o que falaram que eu fiz, mas ainda não tinha feito”, disse em entrevista à revista Veja.

"Sou um cara curioso que vive intensamente. Ter relacionamentos com mulheres ou homens me pareceu natural. Chegou um momento em que eu pensei: se eu falar sobre isso, alguém vai achar ruim? Não ligo. Minha empresa vai achar ruim? Não me preocupo. Ninguém vai me contratar para ser galã? Que bom. Ser eu mesmo era mais importante”, acrescentou à publicação.

Meses mais tarde, ele voltou a falar sobre o tema no “Flow Podcast". "Você tem que olhar sua sexualidade com uma lupa. As pessoas tratam isso como um 'oba, oba', na brincadeira, como 'Olha a cabeleira do Zezé, será que ele é?'... E não é isso. Existem muitas nuances e pouca gente fluida na sua sexualidade. Acho que a gente é um país de pessoas reprimidas. Quem quiser concordar comigo ou não, mas na minha percepção, eu acho isso.