"Como Godzilla, mas real": estudo mostra que número total de Tiranossauros Rex chegou a 2,5 bilhões

Will Dunham
·1 minuto de leitura
Esqueleto de Tyrannosaurus Rex em Nova York

Por Will Dunham

WASHINGTON (Reuters) - Se um Tiranossauro Rex - o dinossauro carnívoro do tamanho de um ônibus escolar que habitou as paisagens do Período Cretáceo - parece impressionante, imagine 2,5 bilhões deles?

Pesquisadores revelaram nesta quinta-feira o primeiro cálculo da população total de T-Rex durante os estimados 2,4 milhões de anos em que a aterrorizante espécie habitou a América do Norte durante o crepúsculo da era dos dinossauros.

Foram considerados fatores como o tamanho de seu alcance geográfico, sua massa corporal, padrão de crescimento, idade de maturidade sexual, expectativa de vida, duração de uma única geração e o tempo total que o T-Rex existiu antes de sua extinção há 66 milhões de anos. Também foi considerada uma doutrina chamada de lei de Damuth, que estabelece o tamanho da população à massa corporal: quanto maior o animal, menos indivíduos.

A análise dos pesquisadores coloca o número de indivíduos de T-Rex que existiram em cerca de 2,5 bilhões, incluindo aproximadamente 20 mil adultos vivos ao mesmo tempo.

Fósseis de mais de 40 T-Rex foram encontrados desde que a espécie foi descrita pela primeira vez em 1905, oferecendo uma riqueza de informações sobre uma fera que alimenta o imaginário popular.

"Por que icônico?" perguntou o paleontólogo Charles Marshall, que liderou o estudo publicado na revista científica Science. "Um assassino gigantesco, com dentes enormes, algo que nunca imaginaríamos sozinhos se não tivéssemos o registro dos fósseis. Então ele não é apenas interessante e além da imaginação, mas é real. Como Godzilla, mas na verdade é real. E eu acho que gostamos de nos sentirmos pequenos e o T-Rex com certeza nos faz sentir pequenos e vulneráveis", disse Marshall.