Como lagostas inspiraram telescópios espaciais mais avançados

Telescópios espaciais ajudam cientistas a estudar grandes fenômenos, como a formação de buracos negros e o choque entre estrelas. Até pouco tempo atrás, no entanto, esses equipamentos ofereciam um campo visual relativamente estreito – o que dificultava a captura de atividades inesperados. Para resolver esse problema, cientistas ao redor do mundo voltaram seus olhares para o fundo do mar. Inspirados na estrutura dos olhos de lagostas, eles desenvolveram telescópios que captam raios-X com capacidade de monitorar áreas mais largas. Confira no vídeo como isso funciona.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos