Como o Flamengo, com 4% de chances, pode sonhar em tirar o título brasileiro do Atlético-MG

·4 min de leitura

Faltando sete jogos para Flamengo e Atlético-MG, oito pontos separam os rubro-negros dos líderes mineiros, que jogam na terça-feira contra o Athletico, em Curitiba. Pela primeira vez, a diferença real está clara e é possível analisar se a torcida carioca ainda pode ter alguma esperança no tricampeonato Brasileiro consecutivo. A matemática lhe dá ainda 4% de chances, mas teria de ocorrer uma virada histórica, que poucas vezes se repetiu no campeonato.

A começar por uma queda de rendimento consistente dos mineiros. Hoje, eles têm 73% de aproveitamento contra 64% do Flamengo. Ainda que o Atlético sofra uma queda de 16% de aproveitamento e some apenas 13 pontos nas rodadas finais, o rubro-negro teria de fazer os 21 pontos em disputa, ou seja, ganhar todos as partidas.

Um aproveitamento de 61% do Atlético-MG não chega a ser algo improvável. Em dois recortes do campeonato, isso já foi visto. Da 17ª rodada até a 23ª, por exemplo, o time de Cuca teve quatro empates e três vitórias. Repetindo isso, somaria 81 pontos. O Flamengo poderia chegar ao mesmo número com uma vitória a mais.

Pela tabela dos mineiros, daria para os rubro-negros torcerem por essa combinação de resultados. Tirando, talvez, os confrontos com Juventude, em casa, Palmeiras, provavelmente com time reserva na semana da final da Libertadores, e Grêmio, com risco de já estar rebaixado na última rodada, empates nas demais partidas não seriam resultados absurdos. O Atlético joga nesta terça com o Athletico, fora de casa, seu adversário na final da Copa do Brasil; enfrenta Fluminense e Bragantino ainda brigando pela Libertadores, em Belo Horizonte; e o Bahia, em Salvador, que luta contra o rebaixamento.

A questão é que o rubro-negro, em nenhum momento, teve uma sequência tão perfeita. Poderia ficar um poquinho menos complicado, caso os mineiros repitam nesses últimos jogos o início do campeonato, quando teve 47,5% de aproveitamento. Nesse caso, com o Atlético somando apenas 10 pontos caberia ao Flamengo vencer seis jogos e empatar um - se perder um empataria em número de pontos e vitórias e o campeonato seria decidido no saldo de gols, hoje, favorável ao rubro-negro. Um aproveitamento de 90%.

A vida do rubro-negro só ficaria realmente mais fácil, caso o futebol do Atlético-MG desande e o aproveitamento atual caia pela metade. Para isso, o time teria de somar apenas oito pontos, ou duas vitórias, dois empates e três derrotas. Em todo o campeonato, os mineiros perderam somente cinco vezes.

Desde 2006, com 20 clubes na disputa, somente o Flamengo não era o líder do Brasileiro com sete jogos restantes e conseguiu ser campeão numa arrancada na reta final. Em todas as demais edições, independentemente da diferença de pontos entre o líder e o vice-líder, quem estava na ponta da tabela ficou com o título.

Abaixo, relembre os números:

2020

31ª: Rodada

1º: Internacional, com 59 pontos.

2º: Flamengo, com 58 pontos.

38ª: Rodada

1º: Flamengo, com 71 pontos.

2º: Internacional, com 70 pontos.

2019

31ª Rodada

1º: Flamengo, com 74 pontos.

2º: Palmeiras, 66 pontos.

38ª Rodada

1º: Flamengo, com 90 pontos.

2º: Santos, com 74 pontos.

2018

31ª Rodada.

1º: Palmeiras, com 63 pontos.

2º Flamengo, com 59 pontos.

38ª Rodada

1º: Palmeiras, com 80 pontos.

2º: Flamengo, com 72 pontos.

2017

31ª Rodada

1º: Corinthians, com 59 pontos.

2º: Palmeiras, com 54 pontos.

38ª Rodada

1º: Corinthians, com 72 pontos.

2º Palmeiras, com 63 pontos.

2016

31ª Rodada

1º: Palmeiras, com 64 pontos.

2º: Flamengo, com 60 pontos.

38ª Rodada

1º: Palmeiras, com 80 pontos.

2º: Santos, com 71 pontos.

2015

31ª Rodada

1º: Corinthians, com 67 pontos.

2º: Atlético-MG, com 59 pontos.

38ª Rodada

1º: Corinthians, com 81 pontos.

2º: Atlético-MG, com 69 pontos.

2014

31ª Rodada

1º: Cruzeiro, 61 pontos.

2º: São Paulo, com 56 pontos.

38ª Rodada

1º: Cruzeiro, com 80 pontos.

2º: São Paulo, com 70 pontos.

2013

31ª Rodada

1º: Cruzeiro, com 65 pontos.

2º: Botafogo, com 53 pontos.

38ª Rodada

1º: Cruzeiro, com 76 pontos.

2º: Grêmio, com 65 pontos.

2012

31ª Rodada

1º: Fluminense, com 69 pontos.

2°: Atlético-MG, com 60 pontos.

38ª Rodada

1º: Fluminense, com 77 pontos.

2º: Atlético-MG, com 72 pontos.

2011

31ª Rodada

1º: Vasco, com 57 pontos.

2º: Corinthians, com 55 pontos.

38ª Rodada

1º: Corinthians, com 71 pontos.

2º: Vasco, com 69 pontos.

2010

31ª Rodada

1º: Fluminense, com 54 pontos.

2º: Cruzeiro, com 54 pontos.

38ª Rodada

1º: Fluminense, com 71 pontos.

2º: Cruzeiro, com 69 pontos.

2009

31ª Rodada

1º: Palmeiras, com 54 pontos.

2º: Atlético-MG, com 53 pontos.

38ª Rodada

1º: Flamengo, com 67 pontos.

2º: Internacional, com 65 pontos.

2008

31ª Rodada

1º: Grêmio, com 59 pontos.

2º: São Paulo, com 56 pontos.

38ª Rodada

1º: São Paulo, com 75 pontos.

2º: Grêmio, com 72 pontos.

2007

31ª Rodada

1º: São Paulo, com 64 pontos.

2º: Cruzeiro, com 53 pontos.

38ª Rodada

1º: São Paulo, com 77 pontos.

2º: Santos, com 62 pontos.

2006

31ª Rodada

1º: São Paulo, com 63 pontos.

2º: Internacional, com 56 pontos.

38ª Rodada

1º: São Paulo, com 78 pontos.

2º: Internacional, com 69 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos