Como se preparar para tomar a vacina contra a Covid-19

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com a ampliação dos grupos que podem receber a vacina contra Covid-19 no Brasil, surgem muitas dúvidas sobre o que esperar após tomar a dose. Apresenta efeitos colaterais? Pode sair do isolamento após tomar a vacina? É preciso descansar ou evitar alguma atividade após a imunização? Leia a seguir perguntas e respostas sobre a vacinação. É preciso algum tipo de preparação antes da vacina? Como a quantidade de doses ainda é pequena diante da demanda no país, a principal recomendação é para que as pessoas sigam e respeitem a definição de cada localidade dos grupos prioritários para a imunização. Quando for se vacinar, é importante organizar e levar os documentos que devem ser apresentados. Para manter o controle das doses administradas, o Ministério da Saúde pede que seja informado o número do CPF ou apresentado o cartão do SUS (cartão nacional de saúde). É preciso usar máscara quando for receber a vacina? Sim. Todos os locais de aplicação da vacina no Brasil exigem o uso da proteção facial. Além disso, a proteção do imunizante não é imediata. A vacina apresenta efeitos colaterais? As pessoas sentem a picada, como em qualquer tipo de injeção. A maioria das pessoas relatam sentir um pouco de dor no local da aplicação por um curto período. Há ainda quem tenha sentido, além da dor, leve vermelhidão e inchaço no local em que a vacina foi aplicada. Também há o registro de pessoas que registraram dor de cabeça, febre, cansaço e dor nos músculos, o que os especialistas chamam de sintomas sistêmicos. São as mesmas reações já verificadas em outras vacinas comuns no país e desaparecem em poucas horas. "Os efeitos são muito pequenos, nada grave. Só uma dor local que passa rapidamente", diz o infectologista Renato Grinbaum. É possível pular a segunda dose? Não. As vacinas que estão sendo aplicadas foram desenvolvidas para serem aplicadas com eficácia em duas doses. "A resposta imunológica mais forte só foi alcançada após a segunda dose. Não tomar é um risco", diz Grinbaum. Quanto tempo demora para ter completa proteção imune após a segunda vacina? Posso encontrar com amigos e família depois de tomá-la? São necessárias cerca de duas semanas para desenvolver a proteção imune depois da dose de reforço. É importante lembrar que a vacina não é 100% eficaz contra o coronavírus, por isso, será preciso continuar com as medidas de segurança, como distanciamento social e o uso de máscaras. Ainda não há evidências de que as vacinas desenvolvidas evitam que as pessoas sejam portadoras do coronavírus. Ou seja, ainda que esteja imunizado e não fique doente, o indivíduo pode transmití-lo para outras pessoas. "Nada do nosso comportamento muda com a vacina nesse momento, devemos continuar com todos os cuidados de antes: distanciamento social, uso de máscara, higienização", destaca Grinbaum.