Como surgiu o costume de pintar as unhas?

Hoje em dia pintar as unhas está relacionado à estética. Mas um dia já foi sinônimo de poder.

Os primeiros registros teriam vindo da China por volta de 3.000 a.C. A mistura era feita de goma arábica, cera de abelha, clara de ovo, gelatina e pétalas de rosa (para melhorar o cheiro). As cores estavam relacionadas à posição social da pessoa, seja homem, ou mulher.

Na dinastia Chou (7 a.C.) só os membros da família real podiam usar uma pasta dourada ou prateada na unha, que eram as cores reais. A moda também rodava entre as rainhas no Antigo Egito, que usavam tintura de hena. Mulheres de classes baixas podiam pintar as unhas apenas com cores claras. No reino de Cleópatra, ela era a única que podia usar a cor vermelha. Copiar o gesto podia ser a assinatura da sua sentença de morte.

O costume ficou esquecido no tempo até 1920, quando foi inventado o esmalte que conhecemos hoje. A fórmula surgiu das mãos da francesa Michelle Ménard a partir de uma variação de tintas usadas na pintura de carros.

Veja mais

Por que temos cera no ouvido?

Os idiomas mais falados do mundo

Conheça a cidade com o nome mais longo do mundo