Companhia aérea chinesa retoma voos do Boeing 737-800 após acidente em março

·1 min de leitura

PEQUIM (Reuters) - A China Eastern Airlines começou a colocar seus jatos Boeing 737-800 de volta ao uso para voos comerciais menos de um mês após um acidente matar 132 pessoas e levar a empresa a manter em solo 223 aeronaves, afirmou a companhia neste domingo.

A aérea disse que realizou testes sistemáticos e verificações estruturais e dos dados de navegabilidade para cada uma das aeronaves, e que voos de teste serão realizados em todos os aviões antes de retomarem os serviços comerciais.

Os aviões Boeing 737-800 com números de matrícula próximos ao que caiu em 21 de março ainda estão passando por verificações de manutenção e avaliação, disse a empresa à Reuters em comunicado.

Em 21 de março, o voo MU5735, que estava a caminho de Kunming para Guangzhou, caiu nas montanhas de Guangxi e matou 123 passageiros e nove tripulantes no desastre aéreo mais mortal da China continental em 28 anos.

(Por Stella Qiu and Ryan Woo; Tradução Redação Brasília, 55 11 5047-2695; REUTERS BC)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos