Comparação com outras empresas afasta investidores, diz fundador da Reserva

·1 min de leitura

Vender-se como o Uber da moda ou o Airbnb do agronegócio é um recurso muito utilizado por muitos empreendedores, mas pode ter um efeito negativo em um pitch. “Em um mercado em que todo mundo tenta ser igual a todo mundo, os diferentes são aqueles que são de verdade”, diz o fundador da Reserva e CEO do Grupo AR&Co. 

Para Rony Meisler, o empreendedor deve imprimir personalidade em seu negócio, e as comparações com outras empresas demonstram falta de autenticidade. “Eu busco perceber essa verdade e essa autenticidade. Porque quando se é autêntico, se é diferente. E essa é a premissa pra dar certo: tem que ser diferente”, afirma o executivo.

Rony Meisler fundou a Reserva, em 2004, com o amigo de infância Fernando Sigal. A marca de roupas que hoje é referência em práticas ESG (sigla em inglês para ambiental, social e governança) foi comprada em 2020 pela Arezzo&Co. Após a transação avaliada em R$ 715 milhões, Rony assumiu o cargo de CEO do Grupo AR&Co.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos