Complexo turístico vai integrar Zoológico, Safári e Jardim Botânico de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Criado em 1958, o Zoológico de São Paulo vai integrar um complexo turístico de 1,1 milhão de metros quadrados junto com o Zoo Safári e o Jardim Botânico, na zona sul, dentro do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga.

O projeto, chamado Biosfera Parque, é da Reserva Paulista, concessionária que venceu a licitação para administrar os equipamentos públicos pelos próximos 30 anos com um investimento de R$ 300 milhões de reais até dezembro 2027. O valor total previsto no contrato, assinado em setembro do ano passado, é de R$ 417 milhões.

A conclusão da reforma está prevista para 2027. A informação foi noticiada pela revista Veja São Paulo e confirmada pelo jornal Folha de S.Paulo com a Reserva Paulista, que também administra os parques Villa-Lobos, Água Branca e Cândido Portinari.

As modificações de infraestrutura preveem a construção de um deque de 30 mil metros quadrados em volta do lago principal do Zoológico, uma entrada única para distribuição do público de acordo com a atração que será visitada e a ampliação de estacionamentos. Hoje, acesso, ingressos e atividades de cada espaço são separados.

Também serão criados ambientes que emulam as condições de biomas naturais, incluindo a convivência entre espécies. O foco das mudanças será a preservação e o bem-estar dos animais.

A concessão destina 100 hectares, cerca de 22% do parque, além de 542 hectares de um espaço do Zoológico perto de Sorocaba, ao aproveitamento comercial.

O plano de intervenções foi entregue em agosto à Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do estado.

O complexo vai realizar atividades de conservação de espécies ameaçadas de extinção, mas, segundo a secretaria, o governo de São Paulo continuará sendo responsável pela pesquisa e pela preservação.