Compositor grava rap sobre os maiores ídolos da história do Vasco; ouça

Marcello Neves
Compositor grava rap sobre os maiores ídolos da história do Vasco

A lista dos 30 maiores ídolos da história do Vasco, produzida pelos jornais O Globo/Extra, foi divulgada nesta segunda-feira: Roberto Dinamite liderou os votos, seguido de Edmundo e Juninho Pernambucano. Para eternizar a lista, o compositor João Almirante, famoso influencer da torcida cruz-maltina, gravou um rap citando os eleitos. Confira!

João Vitor Carvalho também conhecido como João Almirante, tem 31 anos e é jornalista, youtuber e compositor amador. Veja abaixo a letra do rap sobre os 30 maiores ídolos do Vasco.

"São vários pés que escreveram nossa história

Camisas Negras e Expresso da vitória

Anos 90 se lembra, foi pura glória,

O preto e o branco construíram a trajetória

Era moleque e ainda tenho na lembrança

Ed Guardou e já saiu metendo a dança

Você lembra bem do melhor time do Brasil

Não falta nada pro Romário fazer mil

Se vacilar ele te mata em um segundo

Sai da colina pra virar melhor do mundo

Se o papo é gol aviso que não tem limite

Anota mais de 700 do Roberto Dinamite

Pode por mais um trezentos na conta do Queixada

E no gol com Moacir Barbosa não vai passar nada

Lembra daquela cobrança , tu sabe eu também sei

Que não é geral que tem moral de ter Juninho como Rei, hei!

Cadê a bola sumiu? O maestro Felipe com mesmo drible te iludiu

Com jogo de corpo com a finta e com swing, sorte dele nunca ter trombado o xerife Bellini

Galã, carcaça, impossível esquecer do Mauro Capitão Galvão em Guayaquil beijando a taça

Fluindo na rima mando um salve pro Germano

O Palmeiras quis ser penta mas ele tinha outros planos

Vários ficaram de fora, vários craques tão no banco;

Dava pra fazer dez listas quase que tão boas quanto

Deixa um salve pra Geovani, príncipe Danilo e Fausto, Pinga, Orlando, Lelé , são vários ídolos do Vasco

Crias de São Januário, casa do time do povo, pra saber um pouco mais saca essa matéria do Globo!"

Confira outras produções de João Almirante