Compra de álbum da Copa termina com jovem perseguido e ameaçado de morte; entenda

Compra do álbum da Copa virou caso de polícia - Foto: Arquivo Pessoal
Compra do álbum da Copa virou caso de polícia - Foto: Arquivo Pessoal
  • Jovem foi comprar o álbum da Copa do Mundo e passou a ser perseguido e ameaçado

  • Isso porque o PIX falhou na hora da transação e o dono da banca o acusou de calote

  • Caso foi parar na polícia após registro de boletim de ocorrência por parte da vítima

Um jovem passou a ser perseguido e ameaçado de morte após comprar o álbum da Copa do Mundo deste ano em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O motivo: uma falha no PIX no momento da transação.

Tudo começou quando o rapaz foi a uma banca da cidade para adquirir o álbum de figurinhas. Na hora do pagamento, o dono da banca afirmou que só aceitava dinheiro ou PIX, e o cliente escolheu a segunda opção.

Ao tentar completar a transação, porém, o PIX falhou. O jovem, então, solicitou o número do celular do dono da banca, completou a transferência e enviou o comprovante de pagamento por WhatsApp ao rapaz.

Irritado, o dono da banca começou a acusar o cliente de não ter pagado o álbum, uma vez que a transação não aconteceu pela chave PIX informada.

Como havia completado a transferência e detinha os comprovantes, o jovem deixou o local e passou a ser alvo de ofensas e ameaças do comerciante.

"Todas as mensagens que recebi foram em tom de ameaça, morte. Começou a me ameaçar por SMS e por aplicativo de mensagem. Mandava áudio e mensagens me ameaçando. Ele dizia que eu não tinha pagado, mas eu paguei e mandei o comprovante. Eu fiquei com muito medo! Mandei uma última mensagem falando que tinha o comprovante e que iria prestar o boletim de ocorrência", relatou a vítima ao G1.

Caso vai parar na polícia

O jovem cumpriu a promessa e procurou a polícia para registrar boletim de ocorrência. Ele mostrou os comprovantes de pagamento e as tentativas de transferência por PIX.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia da região central de Campo Grande. Não foram divulgadas maiores informações sobre o dono da banca.