Compromisso com a democracia não se faz sem absoluto respeito ao Judiciário, diz Pacheco

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidentes do STF, Luiz Fux, e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, durante reunião em Brasília
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou nesta quinta-feira que o compromisso com a democracia não se faz sem o "absoluto respeito" ao Poder Judiciário.

"Os frutos de jornadas desta natureza haverão de ser encaminhados a instâncias de parlamento para suas reflexões de modificação, mas sempre quero deixar claro o nosso compromisso com a democracia, com o Estado de Direito, e esse compromisso definitivamente não se faz sem o absoluto respeito ao Poder Judiciário, e é o que aqui gostaria de externar", disse Pacheco durante a IX Jornada do Direito Civil, na sede do Conselho da Justiça Federal, em Brasília, em comemoração dos 20 anos do Código Civil.

Um grupo de senadores têm se articulado com a cúpula do Poder Judiciário para se contrapor, de forma coordenada, à estratégia do presidente Jair Bolsonaro de questionar a confiança do sistema eleitoral brasileiro usando as Forças Armadas como anteparo para suas investidas, conforme revelou a Reuters.

Nessa ação, Pacheco assumiu um papel-chave nessas tratativas, segundo três fontes do Senado e uma do Judiciário. Ele foi instado a mudar sua atuação e a se pronunciar de forma mais incisiva em nome de um grupo de senadores preocupados com as instituições democráticas.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos