Concessão da Cedae: Eduardo Paes diz que não vai 'assistir de camarote cariocas sendo tugados'

Selma Schmidt
·2 minuto de leitura
Gabriel de Paiva 21-12-2020 / Agência O Globo

RIO — "Só não vou assistir de camarote os cariocas sendo tungados. E duvido que outros prefeitos permitam que isso aconteça", declarou o prefeito eleito Eduardo Paes no Twitter, mostrando o seu descontentamento sobre o lançamento do edital de concessão da Cedae. Na rede social, Paes lembrou que, na proposta do estado, os municípios só recebem 15% da outorga.

"Como assim? A cidade do Rio responde por 77% da arrecadação da Cedae e os munícipes só receberão uma pequena parcela disso? E os demais munícipes da Região metropolitana? Vão receber migalhas?", twittou.

Procurado através de sua assessoria, o prefeito eleito ainda não informou o que fará nem se dará prosseguimento à ação impetrada pelo prefeito afastado Marcelo Crivella, pedindo a anulação do processo de concessão. "O prefeito que está (ou estava) até primeiro de janeiro, é um incapaz na gestão da cidade e na defesa dos interesses da população carioca. Em uma semana não será mais assim. Será que os demais prefeitos (Caxias, São João de Meriti, Belford Roxo, Nova Iguaçu e outros) vão ficar quietos diante desse assalto? Se conheço esses prefeitos, duvido que seja assim. Certamente ainda não têm a adequada ciência do que está sendo feito. Os deputados estaduais e federais da região metropolitana vão permitir isso? Duvido!", acrescentou.

Ainda pelo Twitter, Paes afirmou que "os eventuais atores privados na privatização da Cedae esperam certamente um ambiente de entendimento para q a empresa seja valorizada. Meu objetivo é ajudar." E prosseguiu: "O governo Witzel/Castro precisa agir e com muita rapidez nesse sentido e não permitir que os cidadãos fluminenses sejam lesados. O Governador em exercício terá seu início de gestão maculado por essa atitude. Espero que não seja assim."

Para Paes, "os eventuais atores privados na privatização da Cedae esperam certamente um ambiente de entendimento para q a empresa seja valorizada. Meu objetivo é ajudar. Só não vou assistir de camarote os cariocas sendo tungados. E duvido que outros prefeitos permitam que isso aconteça" .