Condenado no caso Richthofen, Cristian Cravinhos é preso

Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um dos autores do assassinato dos pais de Suzane von Richthofen, Cristian Cravinhos, 43, foi preso na madrugada desta quarta-feira (18) em Sorocaba (a 99 km de São Paulo).

A Polícia Militar chegou a Cristian após receber uma denúncia de briga de casal no bairro Trujillo. No local, os PMs encontraram apenas uma moto, mas pouco depois o avistaram discutindo com uma mulher.

Cristian teria se identificado como "um dos irmãos Cravinhos" ao ser abordado pelos policiais e oferecido R$ 1.000 durante a abordagem policial para não ser preso, além de outros R$ 2.000 que conseguiria com o irmão, Daniel --também condenado pela morte do casal Richthofen.

Ele foi preso por corrupção ativa e posse ilegal de arma de fogo e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quarta. A mulher que estava discutindo com Cristian foi liberada. Ainda não se sabe se ela prestou queixa à polícia por violência doméstica.

BOM COMPORTAMENTO

Em 22 de julho de 2006, Cristian foi condenado a 38 anos e seis meses de prisão pela participação na morte dos pais de Suzane von Richtofen, Manfred e Marísia, em 31 de outubro de 2002.

Foi para o regime semiaberto em 2013 e em agosto de 2017 obteve permissão da Justiça de São Paulo para cumprir pena em regime aberto.

Na época, a 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté justificou o benefício a Cristian por ele não ter cometido falta disciplinar e ter demonstrado bom comportamento carcerário no regime semiaberto.