Condenado por assassinar namorada, Oscar Pistorius pode receber condicional após conversa com pais da vítima

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ex-atleta olímpico e paralímpico sul-africano Oscar Pistorius pode receber liberdade condicional em cima do assassinato da namorada Reva Steenkamp, que ocorreu em 2013. Condenado em 2015, ele cumpriu metade dos 13 anos e cinco meses previstos e, para conseguir o novo regime, terá que conversar pessoalmente com os pais da vítima, Barry e June Steenkamp.

O ex-corredor dono de seis medalhas paralímpicas, sendo quatro de ouro, está apto a se adaptar à condicional desde julho e uma audiência para o caso estava prevista para outubro, mas foi cancelada porque a reunião entre ambas partes ainda não tinha ocorrido.

Na África do Sul, existe uma política de diálogo, cuja a vítima, ou a família, pode exigir um encontro com o criminoso, antes que a Justiça acate ao pedido de mudança de acordo.

"As autoridades do departamento penitenciário agendaram a audiência de liberdade condicional para outubro, mas foi cancelada porque não estava disponível um relatório completo sobre o tempo de Pistorius na prisão. Ainda não foi definida a data para uma nova audiência", explicou Julian Knight, advogado de Pistorius, à agência Associated Press.

"Eles (Barry e June) acham que Reeva tem voz. Eles são a voz de Reeva, e devem isso à sua filha amada", declarou Tania Koen, a advogada dos Steenkamps.

O posicionamento do casal em relação à condicional do assassino da filha não foi abordado, mas, depois do encontro, eles vão poder fazer recomendações ao órgão responsável pela condicional.

O feminicídio ocorreu em 14 de fevereiro de 2013, quando Oscar deu quatro tiros na então namorada, através da porta do banheiro. Um ano antes, nos Jogos Olímpicos de Londres, ele ganhou notoriedade ao se tornar o primeiro atleta com duas pernas amputadas a competir no circuito olímpico. Antes, já tinha participado de duas paralimpíadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos