Confiança empresarial alemã sobe inesperadamente em dezembro

·1 minuto de leitura
Decoração de Natal em shopping de Berlim

BERLIM (Reuters) - A confiança empresarial alemã subiu inesperadamente em dezembro mesmo com a maior economia da Europa entrando em um lockdown rígido para conter a segunda onda de infecções pelo coronavírus, mostrou uma pesquisa nesta sexta-feira.

O instituto Ifo informou que seu índice de clima de negócios subiu a 92,1 de leitura revisada para cima de 90,9 em novembro, e o Ifo atribuiu a melhora ao fato de os empresários registrarem altos volumes de encomendas e à melhora nas expectativas de exportação.

"As empresas estavam satisfeitas com sua situação", disse o presidente do Ifo, Clemens Fuest. "Eles estão olhando para o primeiro semestre do ano com menos ceticismo. Mas o lockdown está afetando algumas filiais com força. A economia alemã está no geral mostrando sua resiliência."

A Alemanha adotou um lockdown forte em 16 de dezembro que força todas as empresas não essenciais a fechar para reduzir os altos números de infecção e recorde de mortes.

O Ifo explicou que apenas 20% das empresas que consulta enviaram suas respostas após a decisão da Alemanha no fim de semana passado de entrar em lockdown.

Mas as novas restrições significam que a atividade permanecerá fraca no início do próximo ano antes de acelerar no segundo trimestre.

(Reportagem de Joseph Nasr e Rene Wagner)