Confinados, espanhóis fazem panelaço contra a família real

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Confinados em casa por causa do coronavírus, os espanhóis encontraram uma forma de protestar contra a família real.

Panelaços foram realizados nesta quarta-feira (18) em diferentes partes da Espanha, tendo como principal alvo o rei emérito Juan Carlos.

O antigo monarca —que abdicou em 2014 em benefício do seu filho, Felipe 6º— é acusado de ter recebido 100 milhões de euros (R$ 557 milhões) do governo da Arábia Saudita em contas secretas que ele mantinha em paraísos fiscais.

Os manifestantes querem que Juan Carlos doe esse dinheiro para o combate à pandemia de coronavírus.

Para isso, foram até as janelas e bateram as panelas nesta quarta por duas vezes. Primeiro ao meio-dia local (8h do horário de Brasília) e de novo às 21h, durante um discurso do rei Felipe 6º exatamente sobre a situação do país no combate ao vírus. A ação aconteceu em diferentes cidades, inclusive em Barcelona e na capital, Madri.

A Espanha é um dos países mais afetados do mundo pela pandemia, com mais de 13 mil casos confirmados e mais de 600 mortes.