Confinamento em áreas de Sydney para controlar surto de coronavírus

·1 minuto de leitura
Várias pessoas aguardam para fazer teste de coronavírus no hospital Mona Vale de Sydney

Os habitantes de várias áreas da cidade de Sydney, a mais populosa da Austrália, respeitam a partir deste sábado (19) um confinamento, para controlar um surto de covid-19 que as autoridades esperam conter antes das festas de Natal.

Até agora, 38 pessoas deram positivo para o coronavírus nos últimos dias na cidade, nas regiões praianas do norte, onde centenas de milhares de habitantes terão que permanecer em suas casas pelo menos até quarta-feira. As praias, os bares e hotéis fecharão suas portas e só serão permitidos os deslocamentos urgentes e necessários.

"Confiamos que isso nos dará o tempo suficiente para controlar o surto e flexibilizar para o Natal e fim de ano", disse Gladys Berejiklian, primeira-ministra do estado de Nova Gales do Sul, do qual Sydney é capital.

Embora as restrições afetem somente as áreas das praias do norte da cidade, a responsável pediu aos mais de cinco milhões de habitantes da cidade para permanecer em suas casas.

A Austrália, com 25 milhões de habitantes, registra 28.000 casos e 908 mortes por covid-19 desde o surgimento da pandemia.

al/jah/bl/mis/aa