Confira como será a posse dos eleitos no Rio: novo prefeito, secretários e vereadores

O Globo
·3 minuto de leitura
Picasa / Agência O Globo

RIO — A partir desta sexta-feira, o Rio amanhece com um novo prefeito e com uma renovação de um terço da bancada legislativa municipal. Os 51 vereadores eleitos, o prefeito Eduardo Paes (DEM) e o vice-prefeito Nilton Caldeira (PL) tomam posse na Câmara Municipal. O evento está marcado para as 10h no Plenário do Palácio Pedro Ernesto.

Às 16h, será a vez da posse dos 23 secretários, no Palácio da Cidade. Em sua conta do twitter, Paes, lembrou que devido à pandemia "estarão presentes apenas os dirigentes a serem empossados amanhã". "Vamos transmitir pelas minhas redes sociais", avisou.

De acordo com a Câmara Municipal, a cerimônia de posse segue um rito próprio, determinado pelo Regimento Interno e pela Lei Orgânica Municipal, e se divide em duas partes. Na primeira, em Sessão Solene presidida pelo vereador mais votado (Tarcísio Motta - PSOL), os parlamentares eleitos apresentam o diploma da Justiça Eleitoral e a relação de bens, e são empossados sob o compromisso de respeitar as leis e desempenhar com retidão o mandato.

Em seguida, terá a eleição dos membros da Mesa Diretora, órgão que tem por função dirigir os trabalhos legislativos pelos próximos dois anos. Uma vez eleita a Mesa, seu presidente convoca Sessão Extraordinária para dar posse ao prefeito e ao vice-prefeito e receber seu compromisso. A Mesa é composta por um presidente, dois vice-presidentes e dois secretários, além de dois suplentes.

No total, este ano, foram 2.633.332 de votos válidos em vereadores de diferentes partidos. Dos 17 novos parlamentares, três já tiveram mandato na Casa: Laura Carneiro (DEM), Chico Alencar (PSOL) e Ulisses Marins (Republicanos). DEM, PSOL e Republicanos foram os partidos mais votados, com 7 cadeiras cada, seguidos por PSD, PT e Avante, todos com 3 parlamentares.

O campeão de votos para o parlamento foi Tarcísio Motta (PSOL), com 86.243. Ele vai exercer seu segundo mandato na Câmara Municipal. O segundo mais votado foi Carlos Bolsonaro (Republicanos), que recebeu 71.000 votos e vai para o seu sexto mandato. O terceiro foi o estreante Gabriel Monteiro (PSD), que obteve 60.326 votos.

Após a sessão extraordinária, a Câmara do Rio dará prosseguimento ao recesso parlamentar, que começou no dia 15 de dezembro. As atividades legislativas terão início em 15 de fevereiro, quando será definida a composição das Comissões Permanentes.

Saiba quem são os secretários de Paes:

Salvino Oliveira — JuventudeRenan Ferreirinha — EducaçãoMaína Celidonio — TransporteJoyce Trindade — MulherKatia Souza — InfraestruturaMarcus Faustini — CulturaChicão Bulhões — Desenvolvimento Econômico, Inovação e SimplificaçãoCristiano Beraldo — Turismo, do PSDBBrenno Carnevale — Ordem Pública, CidadaniaVinicius Cordeiro — Proteção Animal, do AvanteJorge Felippe Neto — Trabalho e Renda , indicação do avô, Jorge Felippe, presidente da CâmaraWillian Coelho — Ciência e Tecnologia, vereador do DCJúnior da Lucinha — Terceira Idade, vereador do PLFábio Dalmasso Coutinho — Habitação, primo do deputado federal Altinêu Cortes, presidente do PLMarcelo Calero — Governo e IntegridadePedro Paulo — Fazenda e PlanejamentoGulherme Schleder — EsporteWashington Fajardo — Planejamento UrbanoDaniel Soranz — SaúdeAna Laura Secco — ConservaçãoLaura Carneiro — Assistência SocialMarli Peçanha — Ação ComunitáriaEduardo Cavalier — Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente

Subprefeituras:

Zona Norte - Diego Vaz Ferreira Zona Sul - Ana Maria RibeiroZona Oeste - Edson MenezesCentro - Leonardo Leal Regis - PavãoJacarepaguá - Talita GalhardoTijuca - Wagner CoéIlha Governador/Fundão/Paquetá - Rodrigo ToledoBarra da Tijuca - Raphael Lima

Autarquias:

Riotur - Daniela Maia Comlurb - Flavio LopesCET-Rio - Simone CostaRioluz - Bruno BonettiIplan - Claudio FonsecaFundação Parques e Jardins - Fabiano CarnevaleFundação Cidade das Artes - Claudio VersianiRio-águas - Jessick Isabelle TrairiGeo-Rio - André Américo Senos