Confira detalhes sobre game do Homem-Aranha inspirado em Obama, Miles Morales

Louise Queiroga
·3 minuto de leitura
Foto: AP
Foto: AP

Com visual inspirado no ex-presidente dos EUA Barack Obama e no artista Donald Glover, o Homem-Aranha Miles Morales agora ganha sua versão em game, a ser lançada no próximo dia 12. Criado em 2011 após a morte de Peter Parker na série de HQ "Ultimate", da Marvel, a ideia do personagem negro de origem hispânica foi concebida, porém, antes da eleição de Obama em novembro de 2008. A novidade trata-se do "Marvel's Spider-Man: Miles Morales", criado pela desenvolvedora de jogos Insomniac Games, e disponibilizado pela Sony Interactive Entertainment, detentora da Playstation.

Quanto à adaptação das aventuras de Morales para o videogame, a desenvolvedora Insomniac informa, em seu site, que o adolescente, morador do Harlem, "está se ajustando à sua nova casa enquanto segue os passos de seu mentor, Peter Parker, como um novo Homem-Aranha".

"Mas quando uma feroz luta pelo poder ameaça destruir seu novo lar, o aspirante a herói percebe que, com grande poder, também deve haver grandes responsabilidades. Para salvar toda a Nova York da Marvel, Miles deve assumir o manto do Homem-Aranha e possuí-lo", explica.

Em entrevista à emissora "CBS" em 2011, o editor-chefe da Marvel Comics, Axel Alonso, disse que a constatação de ter um homem de etnia mista na presidência do país contribuiu para que os responsáveis colocassem em prática a proposta para o novo herói a se movimentar soltando teias pelas ruas de Nova York.

Há nove anos, a artista que criou Morales, Sara Pichelli, já se mostrara esperançosa com um contexto multicultural nas histórias em quadrinhos.

"Talvez mais cedo ou mais tarde um herói negro ou gay — ou ambos — seja considerado algo absolutamente normal", afirmara ela à época, de acordo com o portal de notícias norte-americano "Radar Online".

Sobre o enredo do game, a Insomniac conta que ocorre uma "guerra pelo controle" da cidade entre uma "desonesta empresa de energia e um exército criminoso de alta tecnologia".

"Quando a linha se confunde entre sua vida pessoal e a de combate ao crime, ele descobre em quem pode confiar e como é realmente estar em casa", descreve a desenvolvedora do game.

A desenvolvedora adiantou ainda alguns detalhes a respeito da jogabilidade. O personagem, por exemplo, "descobre poderes explosivos" que o diferenciam de Parker, sendo capaz de atacar inimigos com "veneno bioelétrico", além de ter "poder da camuflagem secreta" e de "invisibilidade", usar dispositivos e mostrar habilidades em fazer acrobacias e lançar teias.

A Marvel também divulgou algumas informações sobre o jogo. Segundo a produtora, a história de Miles Morales começa durante o inverno na Nova York de seu próprio universo fantástico.

O CEO da Playstation, Jim Ryan, comentou sobre o lançamento do novo console Playstation5 em entrevista feita no final de outubro. De acordo com o site "Games Industry", ressaltou acreditar que o dispositivo poderá ter melhor desempenho em vendas do que seu modelo anterior. Ele também avaliou a presença da marca a nível global e deu alguns palpites sobre países latino-americanos, explicando ver dificuldades de se inserir nesse mercado.

"A América Latina em particular pode ser muito difícil. Moedas, tarifas de importação ... situações geopolíticas muito complicadas em muitos países. Não vou fingir que será fácil, mas quando você olha as estatísticas, as contas, definitivamente existem oportunidades que devemos procurar explorar", afirmou. "Considerando tudo o que tivemos que enfrentar, é uma conquista considerável", acrescentou ele, referindo-se à pandemia da Covid-19.

O jogo "Marvel's Spider-Man: Miles Morales" também estará disponível para o console PS4.