Confira as escolas municipais do Rio que serão usadas como pontos de vacinação infantil contra Covid-19

·2 min de leitura

A Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME) transforma algumas das suas unidades de ensino em postos de saúde voltados para a vacinação de crianças de 5 a 11 anos a partir desta segunda-feira, dia 17. O objetivo da pasta é apoiar a campanha de imunização infatil contra a Covid-19, ampliando os locais de atendimento e estimulando a conscientização dos pais e responsáveis para vacinarem esse público. Dependendo da demanda, mais escolas poderão ser usadas para essa prática.

"É um dia de festa para todos nós. Mais uma vez, a Saúde e a Educação trabalham em conjunto pelas crianças. A tão sonhada vacina das crianças de 5 a 11 anos chega agora para dar esperança e ajudar ainda mais na priorização da Educação. Lugar de criança é na sala de aula. A escola não é só um espaço de aprendizado, é muito mais do que isso. É onde muitas crianças tem acolhimento, amor, alimentação e a garantia da sua saúde. A alegria é enorme de acompanhar esse momento histórico da chegada da vacina para as crianças", declarou o secretário de Educação do Rio, Renan Ferreirinha.

Também faz parte da iniciativa a doação de livros infantis para os alunos que se vacinarem. Já são mais de 20 mil exemplares doados por editoras de livros e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) para a ação. Moradores que quiserem doar obras de literatura infantil podem enviar um e-mail para Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação smeleitura@rioeduca.net ou entregá-las diretamente nas escolas que estão entre os pontos de vacinação.

"Vamos aproveitar a vacinação nas nossas escolas para incentivar a leitura das crianças. Elas ainda estão de férias e é um excelente momento para as crianças mergulharem nos livros. A leitura é uma forma de despertar o olhar desses meninos e meninas para o mundo. Vivemos hoje um momento de muitos desafios mas também histórico, e são eles que contarão no futuro", disse Ferreirinha.

O retorno das aulas, marcado para o dia 7 de fevereiro, será integral e presencial, com 100% dos alunos em sala de aula. Os protocolos sanitários que garantem o ensino presencial seguirão com monitoramento e acompanhamento constante, em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde e com o Comitê Científico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos