Confira lista com o top 10 das novelas de Benedito Ruy Barbosa, no dia de seu aniversário

·5 min de leitura

Hoje é dia de celebrar Benedito Ruy Barbosa, que completa 91 anos de idade neste domingo, 17 de abril. Autor de novelas de sucesso, é dele o roteiro da primeira versão da atual novela das nove que tem feito bastante sucesso com o público. "Pantanal" de 2022 foi adaptada pelo neto do roteirista, Bruno Luperi, que decidiu manter a história original pensada pelo avô, apenas atualizando alguns assuntos 30 anos para frente.

Clássicos escritos pelo aniversariante do dia marcaram noveleiros de diferentes gerações e já receberam até indicações de prêmios internacionais. Confira uma lista com o top 10 das novelas de autoria de Benedito Ruy Barbosa que fizeram muito sucesso e até hoje são lembradas pelo público!

"Pantanal" — 1990

A história de amor entre Juma e Jove, além de toda a trama da família Leôncio e dos Marruá, ganhou o coração do público na década de 90, sendo exibida pela extinta TV Manchete e agora ganha novamente. A nova roupagem dada pelo neto de Barbosa traz elenco novo, mas também resgata quem fez parte daquela época, como Marcos Palmeira e Almir Sater. Guito, que interpreta Tibério na versão de 2022 do clássico, era um fã da novela com apenas seis anos e hoje realiza o sonho de viver a trama que tanto admirou. Marcos Winter e Cristiana Oliveira interpretavam o casal jovem apaixonado.

"Terra Nostra" — 1999

Com romance de Matteo (Thiago Lacerda) e Giuliana (Ana Paula Arósio), a novela abordou a imigração italiana no final do século XIX e nas primeiras décadas do século XX e sua importância na formação da sociedade brasileira. Até hoje os fãs da trama pedem um remake dela. Na época em que foi exibida, teve várias cenas e personagens memoráveis, como Rosana (Carolina Kasting), que se casa com o mocinho da história embora ele sempre tenha sido apaixonado por outra.

"O rei do gado" — 1996

Até quem é da nova geração tem carinho por essa obra, já reprisada no "Vale a pena ver de novo". Dividida em duas fases, a novela levantou um debate sobre a luta por posse de terras e conquistou ótimos índices de audiência na época em que foi exibida pela primeira vez. Junto do tema, a trama mostra o romance do latifundiário Bruno Mezenga (Antonio Fagundes) com a boia-fria Luana (Patrícia Pillar), ambos descendentes de famílias de imigrantes italianos rivais. "O rei do gado" recebeu certificado de honra ao mérito no San Francisco International Film Festival, concorrendo com 1.525 produções de 62 países.

"Cabocla" — 1979/2004

Mais uma novela que ganhou remake na lista de Benedito Ruy Barbosa, por Edmara Barbosa e Edilene Barbosa. Contavam a história da disputa de poder entre políticos da zona rural nos anos 20 e do amor entre a cabocla Zuca (Gloria Pires/Vanessa Giácomo) e o jovem advogado Luís Jerônimo (Fábio Jr./Daniel de Oliveira). A versão exibida em 79 marcou a estreia de Glória Pires como protagonista e, após as gravações, ela e o cantor se casaram na vida real. A versão de 2004 também ganhou prêmios.

"Sinhá moça" — 1986/2006

A novela ganhou um remake 20 anos depois que foi exibida na TV, adaptada por Edmara Barbosa e Edilene Barbosa. A trama aborda temas como escravidão, amor, política e liberdade. Sinhá moça na primeira versão foi Lucélia Santos e na segunda, Débora Falabella. Isis Valverde fez sua estreia na adaptação de 2006, como a personagem Ana do Véu. Para garantir o mistério sobre o rosto da personagem, só revelado no fim, os diretores selecionaram para o papel uma atriz até então desconhecida do público. Ela foi indicada ao prêmio Emmy Internacional.

"Velho Chico" — 2016

Um embate entre famílias que permanece ao tempo além do amor entre Maria Tereza de Sá Ribeiro (Isabella Aguiar/ Julia Dallavia/ Camila Pitanga) e Santo dos Anjos (Rogerinho Costa/ Renato Góes/ Domingos Montagner) movimentam a trama. A novela também tem mais de uma fase. Nas gravações, ocorreu a trágica morte do ator Domingos Montagner, afogado no Rio São Francisco, que chocou e sensibilizou o país inteiro. A produção utilizou a própria câmera para representar o personagem até o fim dos capítulos, algo inédito até então nas novelas e que emocionou o público de casa. A obra foi indicada ao prêmio Emmy Internacional.

"Paraíso" — 1982/2009

Como outros clássicos de Benedito Ruy Barbosa, essa novela também ganhou um remake bons anos depois com adaptação de Edmara Barbosa. A história se manteve, mas os assuntos se atualizaram. A trama de romance era sobre a paixão proibida de José Eleutério (Kadu Moliterno) na primeira versão e Zeca (Eriberto Leão) na segunda, ambos apelidados de “filho do diabo”, e Maria Rita (Cristina Mullins/Nathalia Dill), a “Santinha”. "Paraíso" era uma novela das seis e abordou uma série de problemas sociais como a fome, a pobreza, o abandono de crianças.

"Renascer" — 1993

Em duas fases, a novela conta a história de José Inocêncio (Leonardo Vieira/Antonio Fagundes), um poderoso fazendeiro de Ilhéus, na Bahia. A relação com os filhos e amores são retratadas na trama. É daí que vem o bordão de José Wilker (Belarmino) “É justo, é muito justo, é justíssimo”, que nasceu por acaso após o ator esquecer o texto nas gravações. O ator era bom em criar bordões que caiam na boca do povo e se tornavam marcas de suas personagens.

"Esperança" — 2002

A novela conta a história de amor dos italianos Toni (Reynaldo Gianecchini) e Maria (Priscila Fantin), na década de 1930. O pano de fundo destacou o processo de industrialização e a formação do movimento operário. Tanto a obra quanto boa parte do elenco e equipe receberam o Prêmio Qualidade Brasil 2002 em diversas categorias, inclusive a de melhor autor para Benedito Ruy Barbosa. Inicialmente a novela seria uma continuação de "Terra Nostra", mas acabou virando uma própria.

"Os imigrantes" — 1981

Na novela haviam três personagens com o mesmo nome, Antônio: um italiano, um português e um espanhol. Rubens de Falco, Othon Bastos e Altair Lima interpretam os papéis. A trama narra a chegada dos imigrantes aqui no Brasil e teve 459 capítulos, exibidos na TV Bandeirantes. A obra foi exibida ate em Portugal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos