Confira os seis carros com IPVA mais caro do Rio; valor mais alto equivale ao preço de quatro veículos populares

Para a maioria dos brasileiros, a hora de pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é sempre um momento de fazer contas. Mas tem um grupo de pessoas que certamente não se preocupa com isso. São os donos de carros de luxo que, este ano, pagarão impostos que chegam a quase R$ 300 mil.

Os seis maiores IPVA cobrados no estado do Rio variam entre R$ 116.522,20 e R$ 299.827,60. No topo da lista, está o modelo Lamborghini Avent SVJ 2021, movido à gasolina e com valor de mercado de aproximadamente R$ 7,5 milhões. Com os R$ 299.827,60 do imposto, seria possível comprar três ou quatro carros populares, por exemplo.

Entre os carros com IPVA mais alto também estão veículos das marcas Porsche, Ferrari e McLaren. O carro com fabricação mais antiga na lista ocupa o segundo lugar: o imposto sobre o Porsche 918 Spyder 2015 é de R$ 217.194,56, e o valor de mercado chega a R$ 14.479.637, de acordo com a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). Confira os seis carros com IPVAs mais caros no estado do Rio:

Ano de fabricação: 2021
Combustível: gasolina
Valor de mercado: R$ 7.495.690
Valor do IPVA: R$ 299.827,60

Ano de fabricação: 2015
Combustível: Híbrido
Valor de mercado: R$ 14.479.637
Valor do IPVA: R$ 217.194,56

Ano de fabricação: 2018
Combustível: Gasolina
Valor de mercado: R$ 3.485.134
Valor do IPVA: R$ 139.405,36

Ano de fabricação: 2022
Combustível: Gasolina
Valor de mercado: R$ 3.468.868
Valor do IPVA: R$ 138.754,72

Ano de fabricação: 2019
Combustível: Gasolina
Valor de mercado: R$ 3.441.834
Valor do IPVA: R$ 137.673,36

Ano de fabricação: 2019
Combustível: Gasolina
Valor de mercado: R$ 3.404.495
Valor do IPVA: R$ 136.179,80

A exemplo de anos anteriores, o valor poderá ser pago à vista — com desconto de 3% — ou dividido em três parcelas, sem abatimento. A primeira data de vencimento será dia 23 de janeiro, para automóveis com final de placa 0.

O pagamento do imposto deverá feito por meio da Guia de Regularização de Débitos (GRD), que poderá ser emitida pelo Portal do IPVA da Secretaria de estadual de Fazenda (https://portal.fazenda.rj.gov.br/ipva/) ou pelo site do Bradesco (www.bradesco.com.br), a partir de janeiro.

Para emitir a GRD, será preciso informar os números do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e do CPF ou do CNPJ do proprietário. O pagamento poderá ser feito em qualquer agência bancária, inclusive por meio de internet banking.

O imposto é calculado sob diferentes alíquotas, de acordo com o combustível utilizado. Para carros flex, o percentual corresponde a 4% do valor venal do veículo. Donos de motocicletas pagam o equivalente a 2%. Proprietários de automóveis movidos a Gás Natural Veicular (GNV) têm IPVA de 1,5%. Por fim, a alíquota para carros movidos exclusivamente a energia elétrica é de 0,5%.

A cobrança do IPVA considera os preços de mercado dos veículos calculados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A tabela com os valores venais foi publicada em dezembro e pode ser conferida, para todos os veículos, no site https://portal.fazenda.rj.gov.br/ipva/.

E como calcular o imposto a pagar? Para fazer o cálculo basta multiplicar o valor venal do veículo pela alíquota devida e, depois, dividir o valor por 100. O resultado encontrado equivale ao IPVA que deverá ser pago em 2023. Vale destacar que veículos com mais de 15 anos estão isentos do pagamento. E motoristas que pagarem o imposto em cota única terão 3% de desconto. Quem optar por parcelar não terá abatimento. Anteriormente, também já tinha sido publicado o calendário para pagamento do imposto.