Confira quais os carros de luxo mais caros do Mercado Livre

·2 min de leitura
Há anúncios que pedem mais de R$ 4 milhões em veículos novos e usados de diversas partes do país (Getty Images)
Há anúncios que pedem mais de R$ 4 milhões em veículos novos e usados de diversas partes do país (Getty Images)
  • Modelos custam entre R$ 2,5 milhões e R$ 4,5 milhões

  • Lamborghini domina o Top 10 com três veículos entre os mais caros

  • Lista conta com carros de luxo usados e novos

A tecnologia quebrou diversas barreiras, como por exemplo a de ter que ir até alguma concessionária para adquirir um novo veículo. Agora, basta um clique em seu smartphone para tal. O problema, no entanto, continua sendo o preço. Isso porque, de acordo com um levantamento feito pela divisão de Veículos, Imóveis e Serviços (VIS) do Mercado Livre - companhia líder em tecnologia para e-commerce e serviços financeiros na América Latina -, o carro de luxo mais barato do Top10 presente na plataforma custa pouco mais de R$ 2,5 milhões.

Leia também:

Domínio da Lamborghini

Desde a música "Smack That", do cantor de hip hop senegalês Akon, lançada em setembro de 2006, a Lamborghini está em alta. Principalmente no levantamento feito pelo Mercado Livre, dos 10 carros de luxo - mais caros da plataforma - que estão disponíveis para venda, considerando veículos novos e usados. A Lamborghini domina o Top10, com três veículos, seguida por Bentley e Aston Martin. Ao longo da lista também são encontrados os modelos, Porsche, Mercedes-Benz e Ferrari.

Lista completa

De acordo com os dados disponibilizados, o veículo de luxo mais caro da plataforma custa pouco menos que R$ 4,4 milhões. O modelo Lamborghini Aventador S Lp 740-4 2p, de 2017, está sendo vendido em Santa Catarina. Logo abaixo, aparece outro modelo da marca, agora de 2020, a Lamborghini Huracán 5.2 V10 Gasolina Lp 640 Evo Ldf, que está sendo comercializada por R$ 4,3 milhões em Goiás. Completando o Top3, está um Bentley Continental GT V8 Conversível 2p, zero km, modelo 2021, anunciado por R$ 3,5 milhões, também em Santa Catarina.

Para conferir a lista completa, clique aqui.