Confrontos entre manifestantes e polícia em Berlim em protesto contra as restrições anticovid

·1 minuto de leitura
Manifestantes antirrestrições marcham em um protesto proibido em Berlim com um cartaz que diz "Não à ditadura do corona"

Centenas de pessoas contrárias às restrições da Alemanha para conter a covid-19 ignoraram a proibição de se manifestarem e protestaram nas ruas de Berlim neste domingo (1º), causando confrontos com a polícia.

As forças armadas afirmaram que alguns manifestantes "agrediram e atacaram" seus agentes no bairro de Charlottenburg, no oeste da capital alemã.

"Tentaram romper o cordão policial. Isso levou ao uso de gases irritantes, cassetetes e violência física", tuitou a polícia de Berlim, destacando que várias pessoas foram detidas.

A manifestação foi convocada pelo movimento "Querdenker" (Livres pensadores), principal voz crítica às restrições sanitárias na Alemanha.

A Justiça proibiu várias das manifestações que esse movimento organizou neste fim de semana, entre elas a de Berlim, para onde a polícia enviou mais de 2.000 agentes anti-distúrbios.

mfp/jxb/cl/sg/dbh/jvb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos