Rússia classifica ataque químico na Síria como "monstruoso"

Moscou, 6 abr (EFE).- A Rússia qualificou nesta quinta-feira como "monstruoso" o ataque químico realizado no norte da Síria, mas considerou pouco objetivas as acusações dos Estados Unidos que a responsabilidade seja do regime de Bashar al Assad.

"Efetivamente, este é um crime muito perigoso e monstruoso", disse Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, considerando "inadmissível" o uso de armas químicas na Síria.

Ao mesmo tempo, pediu aos EUA para não tirar conclusões precipitadas sobre a autoria do ataque que, segundo o Kremlin, beneficiaria principalmente os inimigos do governo legítimo na Síria e os terroristas. EFE