Sobe para 31 número de mortos em ataque em Cabul

Cabul, 22 abr (EFE).- Pelo menos 31 pessoas morreram e mais de 50 ficaram feridas em um ataque suicida contra um centro de registro eleitoral no oeste de Cabul, capital do Afeganistão, informaram hoje fontes governamentais.

Um porta-voz do Ministério da Saúde Público afegão, Wahidullah Majroh, disse à Agência Efe que os hospitais de Cabul receberam 31 mortos e 54 feridos no atentado.

Um porta-voz da Polícia de Kabul, Hashmatullah Stanekzai, confirmou à Efe que sabe de 31 mortos e "mais de 50 feridos", entre eles crianças e mulheres.

"A evacuação das vítimas da cena do ataque terminou", disse o representante da Polícia.

A explosão aconteceu por volta das 10h (horário local, 2h30 em Brasília) na área de Qala-e-Nazir, quando um suicida detonou a carga entre as pessoas que aguardavam na fila para se registrar em um centro de votação, disse à Agência Efe Hashmatullah Stanekzai, porta-voz da Polícia de Kabul.

O centro de registro fica em um bairro com grande população da minoria religiosa xiita hazará, habitual alvo de atentados por parte do Estado Islâmico (EI).

O porta-voz talibã Zabihullah Mujahid escreveu no Twitter que o Emirado Islâmico, como se autodenominam os talibãs, não tem nada a ver com a explosão de hoje na capital afegã.

O processo de registro de eleitores para as eleições parlamentares começou na semana passada em Kabul como parte de um processo que continuará durante as próximas semanas.

Neste ano, a capital afegã foi alvo de vários atentados, o maior deles cometido no final de janeiro pelos talibãs com uma ambulância-bomba que explodiu em um bairro central de Kabul matando mais de cem pessoas. EFE