Confusão termina com pancadaria entre ambulantes, guardas municipais e PMs na Praia do Leme

Imagens compartilhadas em redes sociais mostram uma confusão no calçadão da Praia do Leme, Zona Sul do Rio, na noite do último domingo. Nelas, um ambulante segurando um isopor e uma churrasqueira aparece em confronto com agentes da Polícia Militar, da Guarda Municipal (GM-Rio) e da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop), que, por sua vez, aparecem desferindo chutes e usando cassetetes. Ao fundo, quem acompanha e grava a ação fala em "covardia". A Seop e a GM informam que abriram sindicância "para apurar excessos e tomar as medidas cabíveis". A PM também afirma que abriu procedimento interno e informa que o policial que aparece no vídeo está "sendo identificado e será ouvido pela coordenação do programa". O caso está sendo investigado pela 12ª DP (Copacabana).

Lugar marcado na areia: Barraqueiros loteiam a praia de Copacabana

Calorão no fim de semana: Cariocas e turistas lotam as praias após feriado chuvoso no Rio

De acordo com a Guarda Municipal, agentes da corporação e da Seop "intervieram em uma briga com características de linchamento entre dois homens e outros populares" devido a um suposto furto, na orla da Praia do Leme.

"Segundo as equipes, para desmobilizar a confusão, foi necessário o uso de força progressiva, uma vez que os populares se voltaram contra os agentes. Agentes foram hostilizados com arremessos de garrafas e ameaças de morte", informa a GM, que apura a ocorrência, junto à Seop. Os órgãos informaram que abriram sindicância para "apurar excessos e tomar as medidas cabíveis".

Verão no Rio: Mesmo com escolta da polícia, passageiro embarca pela janela em ônibus que sai de Copacabana

Já a Polícia Militar explica que a coordenação do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) instaurou um procedimento para averiguar as circunstâncias do fato e que o agente que aparece nas filmagens ao lado dos agentes da Guarda Municipal está sendo identificado e será ouvido pela coordenação do programa.

O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana). Segundo a Polícia Civil, "os envolvidos foram ouvidos e outras diligências estão em andamento para esclarecer todos os fatos".

Violência: Tiroteio assusta moradores da Muzema, na Zona Oeste do Rio

'Covardia'

Em imagens compartilhadas no Instagram, Vivian Soares, que é funcionária de uma barraca da região, fala em "covardia com o trabalhador" em postagem que marca os perfis oficiais da Polícia Militar e do prefeito Eduardo Paes:

"Depois de um dia inteiro de trabalho na areia somos surpreendidos por policiais truculentos que sequer averiguaram a situação e já chegaram agredindo os trabalhadores", diz Vivian Soares, que, no vídeo, também aponta para o irmão, que aparece ensanguentado.