Congestionamento em São Paulo aumenta após retorno à fase vermelha

VICTORIA DAMASCENO
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O retorno à fase vermelha no estado de São Paulo fez subir o congestionamento na capital paulista, segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). O número de carros circulando pela cidade também aumentou. Nesta terça-feira (13), foram registrados 35 quilômetros de lentidão, enquanto na semana passada (6) foram 33 quilômetros. Há duas semanas (30), durante os feriados antecipados pela Prefeitura de São Paulo, a média foi de 10 quilômetros. O volume de carros na cidade subiu para 5,9 milhões nesta terça, cerca de 100 mil veículos a mais do que os 5,8 milhões que rodaram na semana passada. Na terça-feira anterior foram 3,2 milhões de carros. A ocupação dos ônibus também mudou. Cerca de 1,6 milhão de pessoas foram transportadas nesta terça, contra 1,51 milhão na terça passada. Ou seja, aumentou em 90 mil pessoas o número de passageiros nos ônibus em relação há uma semana. Há 15 dias, a CET registrou 1,2 milhão de pessoas. O índice de isolamento social, no entanto, não teve mudanças significativas. Segundo dados do governo paulista, a média foi de 42% nesta terça-feira na cidade, o mesmo valor registrado na terça passada. Já na semana anterior, o índice foi de 44%. No estado, o isolamento médio foi de 43% nesta terça. Já há uma semana, a média foi de 42%, enquanto na terça-feira anterior, foi de 44%. Em relação à semana passada, diminuiu a taxa de ocupação dos leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) dedicados ao tratamento de pacientes com Covid-19. No estado, 86,4% dos leitos estavam ocupados ontem. Na semana passada, esse valor era de 88,6%. A região metropolitana da capital apresentava 84,9% de lotação, enquanto há uma semana esse índice era de 88%. O estado de São Paulo acumula cerca de 2,7 milhões de casos confirmados de Covid-19, e 85.475 mortes em decorrência da doença. O índice de letalidade é de 3,2% no estado, enquanto no país é de 2,6%.