Congresso dos EUA estende prazo para votar Orçamento e evita parar governo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Congresso dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira (28) a extensão temporária das verbas federais, evitando uma paralisação das atividades do governo federal no fim de semana em que Donald Trump completa cem dias na Presidência.

A medida, que segue para sanção presidencial, foi aprovada por ampla maioria na Câmara e no Senado poucas horas antes do vencimento do prazo que os congressistas tinham para definir as prioridades do Orçamento.

Com isso, republicanos e democratas terão até a próxima sexta-feira (5) para chegar a um acordo sobre o destino das verbas federais para o resto do ano fiscal de 2017, que termina em 30 de setembro.

Caso a extensão do prazo não tivesse sido aprovada, milhares de servidores seriam dispensados ou convocados a trabalhar sem remuneração -uma eventual paralisação das atividades não afetaria, porém, serviços essenciais, como saúde e segurança.

Republicanos, que controlam as duas Casas do Congresso, buscam aprovar verbas para garantir a concretização de propostas de campanha de Trump, como a ampliação dos investimentos em defesa e a construção de um muro na fronteira com o México.

A oposição democrata se opõe a essas prioridades, mas temia que a paralisação do governo levasse ao congelamento de verbas repassadas a operadoras de planos de saúde, o que poderia provocar o colapso das garantias da Lei de Saúde Acessível, conhecida como Obamacare.