Conheça a casa do cabeleireiro Fil Freitas

Só o essencial. E nas cores branca, preta e cinza. O cabeleireiro Fil Freitas, de 35 anos, gosta da vida sem excessos, mas ao mesmo tempo com muito design. Há poucos meses, ele achou o apartamento de 300 metros quadrados grande demais e resolveu voltar para o seu antigo endereço, um imóvel de 116 metros quadrados em Botafogo. “Sou muito prático na vida e levo essa praticidade para o meu trabalho. Fui em busca de um espaço que trouxesse praticidade, conforto e, ao mesmo tempo, design. Tudo aqui é necessário”, conta.

Dorminhoco assumido, Fil escolheu colocar um dossel (preto, com linhas limpas) para criar um clima diferente no quarto. Na sala, tem peças como as poltronas Rede, de Maurício Arruda, e Diz, de Sérgio Rodrigues, além e sofá e banquetas de Jader Almeida. “Para ter a minha cara, o ambiente precisa ser preto, branco, cinza e ter toques de madeira. Além de móveis de design mesclados a outros mais simples”, comenta.

Décor com garimpos: Conheça a Casa dos Oitis, novo espaço de flores, moda e lifestyle na Gávea

Loja com cara de casa: Um passeio pela Casa do Horto, que reúne itens de homewear em um aconchegante sobrado no Rio

Jovem promessa: Conheça o arquiteto João Panaggio, considerado uma promessa no meio da arquitetura

Luz natural é outro item fundamental para Fil. Seu apartamento conta com janelões e persianas para poder equilibrar a intensidade do sol. “Além de pontos de luz fake em abajur e LEDs mais baixa para me ajudar na transição da correria do salão para a tranquilidade do lar”, diz.

Com olhar apurado, desde pequeno gostou de arquitetura e decoração, chegou a cogitar fazer a faculdade. “Sempre fiz as obras dos lugares onde morei. Esse apê foi o primeiro que fiz parceria com um escritório de arquitetura. Escolhi a Eloy e Freitas Arquitetura, da dupla Gabriela Eloy e Carolina Freitas. Elas entenderem o meu minimalismo”, conta.

“O Fil é dono de um estilo limpo e único. Percebemos isso até pelo feed do Instagram. Ele tem um olhar que é totalmente dentro do estilo do nosso escritório: ambientes monocromáticos, linhas retas, texturas e muita bossa”, descrevem as arquitetas.

Há poucos meses, Fil ficou ainda mais próximo da arquitetura. Ele começou a namorar o arquiteto João Panaggio. Já estão até dando uma renovada no closet juntos. “Muita coisa mudou que comecei com o João. Ele tem um olhar poético e adoro assistir ele projetando, os desenhos. A relação tem mexido com esse meu lado de arquiteto frustrado”, brinca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos