Conheça cursos de férias para turbinar o currículo. Há opções gratuitas

O período de recesso escolar do meio do ano, entre o fim de julho e o início de agosto, também pode ser de aprendizado. Quando as aulas regulares param, instituições de ensino aproveitam para oferecer cursos de férias em diversas áreas do conhecimento. E, segundo especialistas em Recursos Humanos, são boas oportunidades para turbinar o currículo.

— Quem não tem experiência profissional precisa buscar conhecimento e possibilidades. Vagas de estágio normalmente não exigem experiências, mas sempre são analisados os cursos realizados pelos candidatos, artigos escritos... São diferenciais — diz Rafael Conde, gerente técnico dos Programas de Estágio e Aprendizagem do ISBET, instituição que desenvolve programas para grandes corporações.

Apesar de acontecerem no período de férias dos estudantes, os cursos geralmente são abertos também para quem não é aluno da instituição. Os perfis que podem se beneficiar deles são desde pessoas que procuram se manter atualizadas em suas áreas e trabalhadores buscando migrar de carreira até os 10,6 milhões de desempregados no país, segundo o IBGE, que querem se tornar mais competitivos na disputa por vagas.

O EXTRA traz, abaixo, uma lista de cursos virtuais e presenciais, e a maioria é até gratuita. Diante de tantas ofertas, Rafaela Santos, professora de Recursos Humanos e Marketing da Universidade Candido Mendes, orienta a como fazer a escolha:

— O aluno deve focar a escolha dos cursos em assuntos que complementem sua formação de maneira consistente, com temas que tipicamente não fazem parte do currículo do seu curso de graduação. Caso o aluno se interesse por finanças, por exemplo, poderia selecionar cursos que ampliem o leque de atuação na área, como finanças comportamentais ou programação voltada para finanças.

A gestora de carreiras e neurocientista explica que, como os cursos são rápidos, o aluno não pode esperar profundidade deles, mas que gerem ideias. Assim, é bom que eles apresentem novidades: primeiramente para a formação da pessoa; se for uma novidade para o aluno e considerado atual para o mercado, a oportunidade é potencializada; e se aborda um tema disruptivo, sobre o qual poucas pessoas tratam ainda, vira um diferencial competitivo.

Além de saber escolher a temática dos cursos, a instituição de ensino é importante para dar credibilidade à experiência, afirma Rafaela, que recomenda avaliar o corpo docente envolvido, a carga horária e o programa do curso, além de buscar depoimentos de participantes anteriores em fóruns e redes sociais profissionais. Andrea Deis ressalta, no entanto, que o aproveitamento do curso também depende do aluno, e dá dicas para inscritos antes de entrar em sala.

— É importante ler a ementa do curso, os conteúdos previstos e levar perguntas interessantes para as aulas. Pedir exemplos, perguntar os riscos, como aplicar o conceito na prática, o que pode dar certo ou errado — resume a profissional.

‘Indico cursos voltados à área tecnológica’

Rafael Conde, gerente de Estágio e Aprendizagem do ISBET:

— Indico cursos voltados à área tecnológica, como Básico em Programação, algo que será exigido para quase todas as profissões futuramente. Não dominar os programas, mas principalmente entender como funciona para saber o que solicitar a uma equipe de TI, por exemplo.

Outras tarefas para o período de recesso

Os cursos de curta duração devem ser informados no currículo de forma resumida: ao final do documento, apenas com título, instituição e ano cursado. Se gerar interesse, pode ser repercutido em uma futura entrevista de emprego. Então, é melhor se preparar. Isto, aliás, pode ser uma outra tarefa para as férias.

— Para ajudar os alunos na empregabilidade e nos processos seletivos, oferecemos cursos "Como construir seu currículo e seu LinkedIn" e "Comportamento e dicas para entrevista" — conta Flávio Pires, diretor da Área Centro Rio da Estácio.

Nas férias também vale investir um tempo maior no LinkedIn, aconselha Andrea Deis, produzindo conteúdo e fazendo networking. Mas ela calcula como equilibrar a rotina: dedicar um terço do tempo livre para o aprofundamento profissional e dois terços para o relaxamento.

— Candidatos geralmente são questionados sobre interesses além dos profissionais, como esportes, serviço voluntário, hobbies e temas de interesse. Sem nenhum tempo vago para o lazer e o descanso, há pouco espaço para a criatividade e o equilíbrio emocional — concorda a professora Rafaela Santos.

Veja os cursos

- Instituição: Cruzeiro do Sul Virtual .

Cursos: Animação Digital; Design Thinking; Empreendedorismo; Gestão de Pessoas e Negociação; Jogos para Dispositivos Móveis; Gestão avançada de Marketing; Planejamento Visual e Gráfico; Nutrição Ideal para o Exercício, entre outros.

Modalidade: virtual.

Preços: gratuitos.

Inscrição: https://www.cruzeirodosulvirtual.com.br/cursos-livres-gratuitos/.

- Instituição: Sebrae.

Cursos: Minicurso Liderança na Era Digital; Customer Experience.

Modalidade: virtual.

Preços: gratuitos.

Inscrição: https://www.sebrae.com.br/.

- Instituição: Estácio.

Cursos: Como se apresentar em entrevistas; Educação física para pessoas com transtorno do espectro autista; Precificação de mercadorias; Minicurso de coleta sanguínea; Oficina básica de Excel; Código de Defesa do Consumidor na prática; Marketing de Carnaval, entre outros.

Modalidade: presencial.

Preços: gratuitos.

Inscrição: As informações podem ser obtidas presencialmente ou nos perfis de Instagram de cada unidade, como @estacio_duquedecaxias, @estacio.presidentevargas, @estaciounidademadureira, @estacionorteshopping, @estacio_novaamerica e @estaciomaracana.

- Instituto: UERJ.

Seminários e oficinas: A mulher negra e suas expressões na sociedade; Fórum Transgeneridades Uerj; Programa Agenda 2030 na Uerj, Uerj na Agenda 2030, entre outros.

Modalidade: presencial.

Preços: gratuitos.

Inscrição: https://www.uerj.br/toda-agenda/.

- Instituição: Veiga de Almeida.

Cursos: Como fazer vídeos com poucos recursos; Energias renováveis; Cenários de tendências da economia; Ciências de Dados e Big Data Analytics; Perícia criminal em Odontologia; Terminei o ensino médio, e agora?; Sketchup; Twinmotion – visualização de Arquitetura de Interiores na palma da mão; HTML e os fundamentos da WWW; Urgências subjetivas: depressão, ansiedade e suicídio; Design e responsabilidade social.

Modalidade: virtual.

Preços: gratuitos.

Inscrição: https://landing.uva.br/cursos-extensao.

- Instituto: FECAP.

Cursos: Autogestão de Carreira; Básico de Técnica em Riscos Pessoais; Comunicação Não Violenta; Demonstração do Fluxo de Caixa; Introdução ao Mercado de Ações ; Videoconferência: incentivo e boas práticas do uso das câmeras de vídeo, entre outras.

Modalidade: virtual.

Preços: gratuitos.

Inscrição: https://www.fecap.br/curta-duracao/.

- Instituição: Firjan.

Cursos:

Higiene e Manipulação de Alimentos;

Programação para Iniciantes com Python; Sustentabilidade na moda; entre outros.

Modalidade: Virtual.

Preços: R$ 31,94 a R$ 534,90.

Inscrição: https://firjansenai.com.br.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos