Conheça a HQ do Superman bissexual que provocou comentário de teor homofóbico de Maurício do vôlei

·3 min de leitura

O anúncio da publicação de uma HQ da DC Comics com um Super-Homem bissexual colocou o personagem de volta nos holofotes nas útlimas semanas. Entre elogios e críticas, chamou a atenção um comentário de teor homofóbico feito pelo jogador de vôlei Maurício Souza, que acabou sendo dispensado do Minas Tênis Clube nesta quarta-feira (27). A HQ estará disponível para venda nos EUA a partir do dia 16 de novembro.

Em sua página pessoal do Instagram, o jogador havia publicado uma imagem do beijo gay entre o Superman atual, filho de Clark Kent, e um outro personagem, com a legenda "É só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar".

O comentário desencadeou reações imediatas, como a do jogador da seleção brasileira de vôlei Douglas Souza. Representante LGBTQIA+ no esporte, ele rebateu: "eu não ‘virei heterossexual’ vendo os super-heróis homens beijando mulheres… Se uma imagem como essa te preocupa, sinto muito mas eu tenho uma novidade pra sua heterossexualidade frágil". A resposta foi apoiada por outros atletas como Fabi Alvim, Gabi e Carol Gattaz e Maique, colega de Maurício no Minas, também homossexual.

As repercussões negativas levaram o clube mineiro a se manifestar publicamente, com uma nota que afirmava que "todos os atletas federados à agremiação têm liberdade para se expressar livremente em suas redes sociais". Pressionado pelos principais patrocinadores da equipe, Fiat e Gerdau, Maurício pediu desculpas, mas disse que "ter opinião e defender o que se acredita não é ser homofóbico nem preconceituoso". A retratação não foi o suficiente e ele acabou desligado do clube.

Maurício, que chegou ao Minas em agosto, disputou a Olimpíada de Tóquio pela seleção brasileira. O treinador Renan Dal Zotto, afirmou que também não pretende mais convocar o central. "Não tem espaço para profissionais homofóbicos", afirmou.

O super-homem está diferente

Jonathan Kent assumiu o posto de herói. De acordo com a DC Comics, o filho de Clark Kent e Lois Lane vai se envolver romanticamente com um amigo na HQ "Superman: Son of Kal-El #5" (Superman: filho de Kal-El). O relacionamento entre Jonathan e Jay Nakamura, um ativista hacker, é apenas uma das características que diferencia o herói atual do pai. A série de quadrinhos, lançada em julho nos EUA, acompanha a vida do jovem de 17 anos e, desde que foi publicada, mostrou Jon combatendo incêndios florestais causados pela mudança climática, frustrando um tiroteio em um colégio e protestando contra a deportação de refugiados em Metrópolis.

Em entrevista ao New York Times, o escritor da série em quadrinhos, Tom Taylor, disse que "a ideia de substituir Clark Kent por outro salvador puramente branco parecia uma oportunidade perdida”. Ele explica que um "novo Superman tinha que ter novas lutas — problemas do mundo real — que ele pudesse enfrentar como uma das pessoas mais poderosas do mundo".

Na série, Jonathan e Jay Nakamura se conheceram enquanto o novo Superman tentava estabelecer uma identidade secreta e frequentar o ensino médio. Jay, um jornalista iniciante, conheceu os pais de Jon e ficou impressionado com Lois Lane.

O primeiro beijo entre super-homem e Jay vai acontecer na quinta edição da série, com lançamento da versão em inglês previsto para 9 de novembro. Além disso, os leitores descobrirão que Jay tem habilidades especiais.

A bissexualidadde de Superman é um momento importante na história dos quadrinhos, já que este herói segue um modelo padrão de homem. Além de Jonathan Kent, outros personagens abraçaram a diversidade e estão envolvidos com questões sociais. Numa das versões, o ajudante de Batman, Robin, reconheceu recentemente os sentimentos românticos por um amigo do sexo masculino. Na edição mais recente de "Batman: urban legends", publicação escrita por Meghan Fitzmartin e com arte de Belén Ortega, o personagem Tim Drake assume sua nova orientação sexual. Junto aos dois, uma nova história em quadrinhos de Aquaman é estrelada por um homem negro gay que, provavelmente, se tornará o herói do título.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos