Conheça a mansão que foi de Madonna e agora pertence a cão milionário, à venda por R$ 175 milhões; veja vídeo

·4 min de leitura

Uma mansão de 4,74 mil metros quadrados, situada de frente para o mar de Miami, foi colocada à venda por US$ 31,75 milhões, o equivalente a R$ 175 milhões na cotação atual da moeda brasileira. O mais curioso nessa história, contudo, não é o preço, a vista paradisíaca ou o jardim adornado com palmeiras, mas dois outros fatos: a residência pertenceu à cantora Madonna e, agora, é propriedade de um cachorro milionário, herdeiro da realeza.

Gunther VI é o pastor alemão de uma condessa. Ele é o dono de todo esse terreno, que só de vista para o mar, tem 30 metros de extensão. A residência é ultraprivada - quem comprá-la vai ter apenas cinco vizinhos nas redondezas - e é a única propriedade ali que possui um cais e está à venda.

Os interiores abrangem uma área de 780 metros quadrados, com 9 quartos e 8 banheiros, com sua arquitetura e design trabalhados no estilo mediterrâneo. Em vídeo divulgado pela imobiliária, é possível perceber toda a imponência do local: uma grande escadaria de coral, cozinha espaçosa, sala grande com lareira e carpintaria personalizada intrincada. Sem contar o paisagismo exuberante que rodeia o terreno, com uma fonte rodeada de quatro longas palmeiras e um jardim com muito verde.

As salas são amplas e integradas, e os espaços parecem ainda maiores com as paredes brancas dos corredores, da copa e da cozinha, que possui uma ilha com fogão, coifa e torre quente. Na entrada, paredes em mármore, com a decoração cheia de detalhes dourados e em preto. Na sala principal, até o teto é decorado com um rebaixamento geométrico em tons de dourado, e uma lareira branca de pedra torna o cômodo mais aconchegante. Uma mesa ampla, de madeira e com dez cadeiras é o destaque central da copa.

Depois de tomar conhecimento sobre a venda da mansão, a Rainha do Pop fez um post em seu perfil no Instagram, onde lamenta que o imóvel esteja sendo vendido por um valor maior do que ela vendeu há duas décadas. "Quando você descobre que um cachorro está vendendo sua antiga casa pelo valor três vezes maior do que o que você vendeu", publicou a cantora.

Quem adquirir a casa e quiser relaxar à beira da piscina, o fará de frente para o mar e em volta de uma extensa área verde, decorada com pedras brancas - já imaginou você convidando a família para o churrasco de domingo? Pois a área externa é perfeita para reunir os amigos, seja pela privacidade do local ou pelo espaço destinado a mesas, cadeiras e aconchegantes espreguiçadeiras sob o sol.

Gunther VI dorme no quarto que era de Madonna, em uma cama canina vermelha de veludo, mas o abastado pastor alemão em breve vai deixar de correr pela extensão da casa. De acordo com a agência Lusa, o cachorro chegou a participar de reunião com investidores imobiliários para tratar da venda do imóvel, juntamente com o conselho que administra a sua fortuna. Na ocasião, Gunther VI usava uma coleira de diamantes falsos. A coleira original, em ouro, fica em sua casa principal, na Toscana, Itália.

A ideia de vender a mansão, adquirida há 21 anos, se deve ao bom momento do mercado imobiliário em Miami. A equipe administrativa de Gunther VI já comprou, também, clubes de futebol e equipes de natação, além de ser responsável pela associação "Gunther Rescue", que cuida de outros animais.

A história de riqueza em torno do pastor alemão começa com seu bisavô, Gunther III, herdeiro da fortuna da condessa alemã Karlotta Liebenstein, que morreu no ano de 1992. Desde então, uma equipe de cuidadores é responsável por manter a vida luxuosa dos cachorros e seus descendentes. Além disso, há um conselho que administra a fortuna, a compra e a venda de imóveis dos cães.

Ainda segundo a agência, o cotidiano requintado de Gunther VI envolve o preparo da refeição por um chef de cozinha — com direito a caviar, em algumas ocasiões —, jatinho particular e treinos de obediência.

Principal cuidadora de Gunther, Carla Riccitelli, de 52 anos, também foi responsável pelo tratamento dos três últimos cães da linhagem, que conheceu há quase 30 anos. Segundo ela, Gunther VI não é um cachorro agressivo e lida bem com outros animais.

— Eles são muito protetores para com o seu dono. Gostam de ter a família por perto. Então normalmente convido amigos com outros cães — contou à Lusa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos