Conheça a bela história de adoção da vencedora do BBB 20

Thelma e a mãe juntas depois do programa. Foto: Reprodução/Instagram

A médica Thelma Regina Assis (ou apenas Thelminha para quem assistiu ao Big Brother Brasil 20), de 35 anos, ganhou R$ 1,5 milhão no programa após ficar confinada durante três meses. Ao receber a notícia de que ela tinha sido a grande vencedora, ela só conseguia gritar uma coisa: “Mãe”.

Durante sua passagem pelo programa, Thelma sempre falou sobre a mãe com muito carinho e dizia que tudo o que tinha conseguido na vida tinha sido graças aos exemplos e ao apoio da mãe. Do lado de fora da casa, seguidores da médica podiam ver a vibração de Dona Yara a cada conquista da filha dentro do confinamento. 

Em um momento dentro da casa, Thelma contou para seus companheiros de confinamento como tinha sido a sua adoção e como ficou sabendo da notícia por meio de uma ligação anônima aos 15 anos de idade. Em recente entrevista ao canal de YouTube da apresentadora Giovanna Ewbank, Thelma contou um pouco mais sobre esse episódio.

Thelma e Dona Yara. Foto: Reprodução/Instagram

Leia também:

"Me ligaram e contaram 'você não é filha da sua mãe'. Era uma coisa que eu já tinha desconfiança, porque, na minha certidão, está escrito que eu nasci em casa. Mas quando eu perguntava para minha mãe ela dizia: 'Você nasceu do meu coração'. Eles omitiam porque, na cabeça deles, eu só teria maturidade para entender aos 18 anos”, explicou a médica.

Segundo ela, sua família tinha muito medo que ela não reagisse bem à notícia e que ficasse revoltada. Mas a reação de Thelma foi completamente oposta. “Quando eu recebi a ligação, meus pais sentaram na sala. Eles estavam morrendo de medo da minha reação. E eu falei: 'Muito obrigada por terem me dado tudo o que eu tenho, por tudo o que eu sou, pela minha vida'".

Thelma no colo da sua mãe. Foto: Reprodução/Instagram

Em entrevista à apresentadora Astrid Fontenelle, do GNT, Yara contou um pouco sobre sua decisão. "Uma amiga minha sempre soube que eu queria maternar uma criança. E ela soube que uma pessoa ia ter e dar", afirmou. Pouco tempo depois, Thelma estava em seus braços para que essa maternidade fosse possível.

"Foi aquela grande emoção de ter a minha filha no meu colo. Eu sempre falava para a minha filha que o importante não era ter saído da barriga da mãe, o importante era sair do meu coração", disse a mãe da médica. "Ela sempre foi a base para eu poder alçar os meus vôos. As pessoas tendem a me chamar de rainha, mas a rainha é ela", afirmou Thelma.

Agora, Thelma diz que quer entrar para uma fila de adoção ainda este ano e buscar também realizar o sonho de ser mãe. Segundo ela, seu desejo é, com o tempo, ter um filho do coração e um biológico e ter a oportunidade de passar todo esse amor para outra geração.

Mãe e filha durante o casamento de Thelma. Foto: Reprodução/Instagram