Conheça o código secreto que será usado quando a Rainha Elizabeth II morrer

O mundo inteiro estará de luto no dia em que a Rainha Elizabeth II falecer.

No entanto, o plano envolvendo o que irá acontecer depois disso já foi minuciosamente definido.

Há um código que será usado para dar a triste e trágica notícia aos mais altos escalões do governo britânico, que tomarão conhecimento de seu falecimento e darão início aos próximos passos.

De acordo com o jornal Guardian, o primeiro-ministro da época será acordado, caso esteja dormindo, e receberá a notícia de seus funcionários: “London Bridge is down” (A ponte de Londres caiu).

Esta mensagem codificada dirá ao primeiro-ministro que a Rainha Elizabeth II faleceu, dando início a uma série de eventos meticulosamente organizados que eventualmente levarão ao funeral da monarca.

A Operação ‘London Bridge’ significa o início dos planos após a morte da Rainha (Rex)

Após o primeiro-ministro tomar conhecimento da notícia, o Ministério das Relações Exteriores, a partir de um local não revelado em Londres, irá informar 15 governos fora do Reino Unido nos quais a Rainha também é chefe de estado.

O Centro de Resposta Global dará a notícia às outras 36 nações da Commonwealth, para quem a Rainha serve como líder simbólico.

No que diz respeito ao público geral, a mídia já planejou os detalhes de como divulgar a notícia e iniciar um período de luto.


Embora a BBC costumasse ser a primeira a revelar a morte de um monarca, a tecnologia moderna e as redes sociais acabaram com este monopólio.

Em vez disso, a notícia será enviada à Press Association e à mídia do mundo inteiro ao mesmo tempo.

No mesmo momento, um soldado sairá de uma porta do Palácio de Buckingham para colocar um aviso a respeito do trágico acontecimento no portão, enquanto o site oficial do palácio terá apenas uma página divulgando a notícia em um fundo preto.

O primeiro-ministro da época será notificado a respeito do falecimento da monarca (Rex)

Os jornais e seus respectivos sites já terão diversas histórias prontas, escritas com antecedência para que possam ser publicadas assim que a notícia for anunciada.

Diversos canais de televisão já contrataram especialistas em temas relacionados à realeza britânica para conversas exclusivas, enquanto ensaios, realizados há anos, a respeito de como transmitir a notícia finalmente serão colocados em ação.

Os cidadãos estarão usando roupas pretas, e a programação de televisão normal será cancelada, dando lugar à cobertura de notícias que dominará os canais por semanas, ou até por meses.

A mídia está ensaiando há anos como informar que a Rainha faleceu (Wikipédia)

Estações de rádio têm luzes azuis que começam a piscar diante de uma tragédia nacional – elas servem de alerta para que os DJs mudem para as notícias e toquem “músicas inofensivas” até que o anúncio seja feito para milhões de pessoas ouvindo em carros e trens em todo o país.

Um antigo chefe de notícias da BBC disse ao Guardian que a organização e o período planejado de luto serão necessários para que as pessoas possam lamentar a morte “da única monarca que a maioria de nós já conheceu”.

Tudo que vem sendo ensaiado há anos se tornará realidade, e você se lembrará exatamente de onde estava quando a Rainha morreu.

Imagem principal: Rex

Andy Wells
Yahoo News UK