Conheça o garoto de 6 anos que ganha R$ 36 mi por ano

Reprodução

O americano Ryan, protagonista do canal Ryan ToysReview, ganha R$ 36 milhões por ano fazendo algo que toda criança da sua idade sonha: abrir brinquedos e brincar com eles. Com mais de 16,8 bilhões de visualizações, o garoto foi eleito uma das estrelas do YouTube mais bem pagas do mundo, em um ranking elaborado pela revista Forbes.

Mesmo o garoto sendo bastante popular, pouco se sabe sobre ele. Em uma das poucas entrevistas que sua mãe concedeu, ela conta que a ideia foi sugerida pelo próprio garoto, quando tinha três anos. “Ryan estava assistindo a uma grande quantidade de canais de resenhas de brinquedos. Alguns de seus favoritos são EvanTubeHD e Hulyan Maya, porque costumavam fazer um monte de vídeos sobre Thomas the Tank Engin e Ryan era fã de Thomas. Um dia ele me perguntou ‘Por que eu não estou no YouTube como todas as outras crianças? Foi assim que dissemos que poderíamos fazer isso também e o levamos a uma loja para comprar seu primeiro brinquedo. Acho que foi um trem de Lego. E tudo começou a partir daí”, explica.

Reprodução

Criado em 2015, o canal superou seu primeiro milhão de assinantes em janeiro do ano passado. Atualmente, são mais de 10 mil inscritos. Seu primeiro vídeo teve mais de 800 milhões de visualizações e chama atenção pelas expressões de surpresa da criança.

Com o aumento de sua popularidade, o canal despertou críticas. Para muita gente, os pais exploram o garoto, que nem percebe o que está acontecendo. “Você sabe que seus pais literalmente os obrigam a fazer aquilo, e que há algo triste ali”, opina PewDiePie, um dos youtubers mais famosos do mundo. A mãe de Ryan garante que ele tem uma rotina comum. “Tentamos não atrapalhar os horários da escola de Ryan, por isso a maior parte das gravações ocorre durante o fim de semana e as editamos enquanto ele está na escola”, explica.

O sucesso pode agradar a muitas crianças, mas para os pais esse tipo de vídeo pode trazer bastante dor de cabeça.  “Meu filho de 5 anos devora isso. Ryan ToysReview pode ser a minha morte”, comenta Lindsay Weiss em uma postagem no YouTube.

Os pais do jovem declaram ainda que compram grande parte dos brinquedos exibidos nos vídeos e que doam diversos itens para a caridade.

Empresas

Para as empresas que enviam brinquedos e itens para o garoto testar, o retorno é praticamente garantido. Jim Silver, diretor do site Toys, Tots, Pets and More, que fala sobre resenhas de brinquedos e produtos infantis e de animais de estimação, quando um produto é exibido ao consumidor em vídeos virais e com emoção, como o garoto expressa, “há um impacto enorme nas vendas”, explica.