Conib pede investigação sobre gesto nazista durante ato em SC

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Principal representante da comunidade judaica brasileira, a Conib (Confederação Israelita do Brasil) pediu que sejam investigadas imagens de manifestantes fazendo um gesto semelhante à saudação nazista em São Miguel do Oeste (SC).

Imagens que circulam em redes sociais mostram apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), muitos usando camisetas da seleção e empunhando bandeiras do Brasil, com o braço estendido durante ato golpista numa rodovia estadual.

"As imagens de manifestantes fazendo saudações nazistas em protesto em Santa Catarina são repugnantes e precisam ser investigadas e condenadas com veemência pelas autoridades e pela sociedade como um todo", afirma a Conib.

Segundo a entidade, "o nazismo prega e pratica a morte e a destruição". "A sociedade brasileira não pode tolerar posturas como essas".

A nota acrescenta que o uso de camisas com as cores da bandeira desrespeita o passado das Forças Armadas, que combateram o nazismo na Europa durante a Segunda Guerra Mundial.