Conselheiro da Airbus Tom Enders é investigado na Áustria por corrupção

Tom Enders, no dia 27 de fevereiro de 2015

O conselheiro delegado da Airbus, Tom Enders, está entre as pessoas investigadas na Áustria por suposta corrupção e fraude na venda de aviões de combate Eurofighter, indicou nesta quarta-feira à AFP a fabricante europeia.

"O procurador de Viena nos informou nesta tarde, pela primeira vez, que todos os indivíduos que aparecem no documento da procuradoria financeira austríaca são objeto de uma investigação. Essa lista inclui Tom Enders", informou o porta-voz em uma declaração escrita.

"Como temos repetido constantemente, consideramos essas acusações totalmente infundadas", acrescentou.

A Áustria anunciou em fevereiro que havia denunciado a Airbus, a quem pede até 1,1 bilhão de euros por corrupção e fraude ligados a um controverso contrato de venda de aviões de combate Eurofighter a esse país em 2003.

Naquele momento, Enders dirigia o setor de defesa do grupo EADS, que se transformou em Airbus Group em janeiro de 2014.

Viena pretende exigir um pagamento pelos prejuízos, estimados em pelo menos 183,4 milhões de euros.