Conselheiro presidencial ucraniano pede a aliados que "pensem mais rápido" sobre apoio militar

KIEV (Reuters) - Volodymyr Zelenskiy, um importante conselheiro do presidente ucraniano, pediu aos aliados de Kiev neste sábado que "pensem mais rápido" a respeito da intensificação do apoio militar dado à Ucrânia, um dia depois de não chegarem a acordo sobre o envio de tanques de guerra desejados por Kiev.

"Vocês ajudarão a Ucrânia com as armas necessárias de qualquer maneira e perceberão que não há outra opção para acabar com a guerra exceto a derrota da Rússia", escreveu Mykhailo Podolyak no Twitter.

"Mas a indecisão de hoje está matando mais o nosso povo. Cada dia de atraso representa a morte de ucranianos. Pensem mais rápido."

Os aliados da Ucrânia prometeram esta semana centenas de milhões de dólares em um novo pacote de ajuda militar, mas não conseguiram chegar a um acordo sobre o envio dos tanques Leopard 2 de fabricação alemã que Kiev há muito tempo requisita, durante uma conferência na Base Aérea de Ramstein na sexta-feira.

(Por Dan Peleschuk)