Conselheiros do São Paulo criticam Raí e pedem sua saída do futebol

Raí comanda o futebol do SP, mas é criticado por conselheiros do clube. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Raí está no seu terceiro ano como diretor-executivo de futebol do São Paulo. Na sua gestão, o São Paulo ainda não conseguiu um título e trouxe muitos jogadores, sem grandes resultados. O ex-craque são-paulino é elogiado pelo seu caráter, mas criticado pelo seu trabalho à frente do tricolor.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O blog ouviu dois conselheiros vitalícios e um ex-diretor a respeito de Raí. Confiram as respostas sobre e opiniões sobre o ex-jogador.

Leia também:

“Não deu liga. Não podemos tapar o sol com a peneira. Nem sempre um grande jogador e pessoa dá certo. Não deu certo. Não adianta, ele e o Pássaro devem ser um passado para não voltar nunca mais”, afirmou Kalef João Francisco, diretor de futebol na gestão vitoriosa de José Mesquita Pimenta, de 1990 a 1994.

João Paulo de Jesus Lopes, com muitos serviços prestados em vários anos, lamenta a falta de experiência de Raí. “A gente avalia o trabalho no todo pelo resultado. Raí, sem dúvida nenhuma, foi um grande craque, mas é muito difícil você colocar pessoas que não têm experiência de gestão no futebol. Pode ter as melhores qualificações como homem, caráter, atleta, mas não tem a qualificação para ser dirigente de futebol. Ajuda muito no vestiário e no clube, mas não está cumprindo aquilo que se esperava dele como resultados”, destacou.

José Mansur, sócio e ex-advogado do clube, também deu sua opinião sobre Raí. “Ele está numa curva de aprendizado e ainda não teve resultados. Tem formação teórica, mas não tem experiência prática. Ele precisa de tempo e uma troca agora não vai gerar nenhum resultado. O elenco está mais fortalecido e o treinador foi mantido com um trabalho promissor. Trocas constantes no futebol já mostraram que não adiantaram muita coisa. Não faria a troca até o final do ano”, concluiu.

Raí assumiu em 2018 e contratou vários atletas como Diego Souza, Nene, Trellez, Igor Vinícius, Daniel Alves, Pato, Juanfran, Bruno Alves, Léo, William Farias, Éverton e outros. Ainda não conseguiu títulos como gestor.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.